O que pode estar errado no seu currículo?

Se você envia muitos currículos, mas quase não é chamado para entrevistas, deve rever alguns pontos do seu documento profissional
por
http://carreiras.empregos.com.br/

Trabalhadores que buscam por uma nova oportunidade de emprego correm o risco de enviar muitos currículos e obter pouco retorno.

Se esse é o seu caso, calma, não há nada de errado com você. Mas talvez o seu CV não esteja de acordo com os padrões do mercado – que se atualiza constantemente e requer padrões cada vez mais exigentes.

Hoje, a média que os recrutadores levam para decidir se têm interesse ou não em um currículo é de 30 segundos. Isso significa que, se em cerca de 30 segundos você não mostrar as suas habilidades descritas no documento, é descartado do processo logo de cara.

Mas o que pode estar atrapalhando a visualização eficaz do seu currículo?

 

Ausência de palavras-chave
Quando o recrutador corre os olhos pelo currículo, espera ver expressões compatíveis com as exigências da vaga. Se você possui currículo cadastrado online, a importância de palavras-chave é ainda maior.

Quando recrutadores pesquisam candidatos no site, escrevem qualificações que esperam de seus candidatos. Se o seu currículo possui-las, aparece na frente dos concorrentes no resultado dessa pesquisa. Saiba quais são as palavras-chave recomendadas para a sua área.

 

Adjetivos que não comprovam nada
Dificilmente um candidato escreverá algo negativo sobre si mesmo em um currículo (não faça isso!). Por isso, os recrutadores não levam em conta as qualidades que você atribui a si mesmo em um currículo – isso só costuma ser avaliado na entrevista.

Expressões como “comunicativo, “criativo”, “otimista”, “flexível” são vistas como forma de encher linguiça. Deixe para falar sobre seus pontos fortes e fracos ao ser questionado na entrevista de emprego.

 

Termos repetitivos
Textos e documentos com palavras muito repetitivas são cansativos de ler, não é? É por isso que você deve trocar expressões bastante usadas por sinônimos. É o caso do famoso “responsável por” na descrição das experiências profissionais.

Sim, você deve descrever suas atribuições em cada experiência do currículo, mas dê preferência a formas alternativas de abordar suas competências, por exemplo, iniciando frases com “sólida experiência em”, “amplo conhecimento em”, “intenso contato com público/ atividade X”.

 

Leia também:
5 maneiras de deixar seu currículo mais atraente
Currículo na internet

 

Dados pessoais faltando/exagerados
Certifique-se de que está colocando os elementos certos nessa categoria – como bairro em que reside, cidade, sua idade e nome completo. Sem essas informações, seu currículo pode ser descartado por falta de informações básicas sobre você.

Por outro lado, também é errado exagerar neste campo. Número do R.G., estado civil, quantidade de filhos, se é fumante ou não, etc.

 

Dados de contato confusos
Utilize um e-mail profissional. Isso mostra que você é organizado, comprometido e tem uma caixa de entrada destinada somente a assuntos profissionais. Não use apelidos, prefira o seu nome completo, que pode ser complementado com “.”, “_” ou números.

Deixe os seus dados de contato sempre atualizados. Não se esqueça de acrescentar o DDD aos números de telefone, bem como o número 9 à frente do celular, caso seja necessário.

 

Não explicar o que gera dúvidas
Ficou algum tempo desempregado? Isso precisa ser comentado – seja no resumo do currículo ou na descrição de sua última experiência profissional.

Está em busca do primeiro emprego? Deixe isso claro – assim você justifica a ausência de experiências profissionais, e a presença de itens próprios de um currículo desse tipo.

Tenha em mente que o seu currículo é também uma explicação sobre a sua carreira, e deve ser coerente. Qualquer informação que faltar pode fazer o recrutador preferir ler algum dos vários outros currículos que costuma receber.

 

Não fortalecer o seu resumo
No site Empregos.com.br, você pode saber qual é a força do seu currículo, ou seja, se as informações contidas nele te fazem aparecer nos primeiros lugares nas buscas feitas pelos recrutadores, ou se vão chamar a atenção deles para as vagas que você se candidatar.

Uma forma de enriquecer as informações do seu currículo é fazer uma breve apresentação sobre o seu perfil profissional. O que você pode oferecer? Deve deixar isso claro. Saiba como escrever um bom resumo do currículo.

 

Errar o tamanho
Se o seu CV for muito pequeno, os recrutadores ficarão com a impressão de que você não tem muitas competências para a vaga. Se for muito longo, no entanto, você perde a atenção dele.

O tamanho ideal para um CV é de, no mínimo uma página completa. No máximo, ele deve ter duas páginas – tendo como referência o tamanho do papel sulfite A4.

 

Formatação
As informações devem estar agrupadas de acordo com seu tema, seguidas por subtítulos. Por exemplo, você não escrever sobre a sua formação acadêmica no mesmo campo que o dos cursos complementares, ou do campo de idiomas.

Deve dividir o currículo em etapas coerentes, como você pode ver nesta imagem de um currículo bem estruturado.

 

Fontes
É recomendado definir de um a dois tipos de fontes para todo o currículo. Apesar dessa regra, cabeçalho, subtítulos e nomes de empresas ou instituições podem ter tamanhos diferentes do resto do documento (ou serem negritadas ou sublinhadas para dar destaque).

Abusar de fontes diferentes confunde visualmente o CV. Para digitá-lo, use Times New Roman, Arial ou Calibri.

 

Erros de português
Talvez você não ache nada de errado em seu currículo após digitá-lo. Mas pode ser que o seu olhar já esteja habituado ao que escreveu, lendo rapidamente as informações, deixando de perceber alguns erros.

Pode haver também vícios de linguagem ou expressões erradas em seu currículo, o que compromete a sua candidatura. Peça para algum conhecido dar uma conferida. Também fique de olho nos erros de português mais comuns do currículo.

 

E aí? Encontrou algum erro em seu currículo? Não deixe de atualizá-lo para ser escolhido pelos recrutadores 😉


Leia mais:
Os erros mais comuns ao buscar um emprego pela internet
Seleção por competências

 

Esta matéria ajudou você?

+ 22 pessoas ajudadas

Comentarios