Carreiras | Empregos

Além do salário: o que você precisa saber para ter uma remuneração justa| Fonte: Envato

A remuneração é um ponto importante que todo trabalhador precisa avaliar antes de começar em uma nova empresa. No entanto, muitos focam somente no salário e deixam esse ponto passar despercebido. Talvez você esteja pensando agora: mas salário e remuneração não são a mesma coisa? Não são!

Esse é um ponto que gera bastante dúvida, mas tanto empresas quanto colaboradores precisam saber qual é a diferença. Além das empresas evitarem possíveis problemas jurídicos, os empregados conseguem avaliar melhor se vale a pena trabalhar naquela empresa.

Sendo assim, não basta focar somente no salário mínimo profissional, mas em outros adicionais que podem ser oferecidos. Quer entender melhor? Neste artigo explicamos o que é remuneração e como você pode avaliar se ela é boa ou não.

Você sabe o que é remuneração?

A remuneração está relacionada com os valores que um trabalhador pode receber dentro de uma empresa em um determinado período. Mas, neste caso, não estamos falando apenas do salário. A remuneração é o resultado da soma do salário e os demais benefícios extras que a empresa oferece.

E o que pode ser considerado remuneração? Podem ser as horas extras, comissões, adicional noturno, entre outros. Lembre-se de que a soma desse valor pode variar de acordo com o que foi acordado com a empresa. Ou seja, nem todas as empresas oferecem o mesmo tipo de remuneração.

Sendo assim, é importante que antes de se candidatar para uma empresa ou durante a entrevista de emprego, você esteja atento a esses pontos.

Qual a diferença entre remuneração e salário?

O salário é o valor que a empresa/empregador deve pagar para os seus funcionários, de acordo com a função realizada. Esse valor é informado no contrato de trabalho do empregado e deve ser pago todos os meses.

Sendo assim, enquanto o salário é o único valor a ser pago para o funcionário, a remuneração engloba além do salário, outros benefícios. Ou seja, é a soma de tudo o que o trabalhador pode receber.

Outro ponto sobre a diferença entre salário e remuneração é a frequência. Enquanto  salário acontece mensalmente, a remuneração é variável, ou seja, ela pode variar de acordo com algumas ações, por exemplo.

Veja, se em um determinado mês um trabalhador fez menos horas extras do que o mês anterior, a sua remuneração será diferente!

Conheça a lei

A CLT, no artigo 458 passa todas as informações necessárias sobre os pontos sobre o salário do trabalhador. Já o artigo 457 da CLT aborda pontos do que é considerado uma remuneração. 

Este artigo também explica que os valores da remuneração têm incidência de encargos trabalhistas. Sendo assim, é importante o que diz a lei para conhecer os seus direitos.

O que faz parte da remuneração?

Para entender melhor, é preciso conhecer o que compõe a remuneração de um trabalhador. Confira:

  1. Participação nos lucros: conhecido como PLR, a participação nos lucros é um benefício pago pela empresa. O trabalhador recebe uma porcentagem da lucratividade que a organização teve no ano.
  2. Adicional noturno: esse é um valor acrescido de até 20% na hora trabalhada para quem atua em jornada noturna. 
  3. Gorjetas: é todo o valor que o trabalhador pode receber de um cliente, como um garçom ou entregador. Ele pode ser pago diretamente para o trabalhador ou a empresa pode repassar o valor no final do mês.
  4. Hora extra: é o tempo trabalhado além da jornada diária estabelecida pelo contrato de trabalho. Ela pode ser paga em dinheiro ou repassada para o banco de horas do trabalhador.
  5. Adicional de insalubridade: este é um benefício que o trabalhador pode receber quando exerce a sua função em um ambiente de trabalho considerado potencialmente nocivo. Por exemplo, bombeiro.
  6. Comissões: é uma recompensa, geralmente financeira, que pode ser obtida através do alcance de metas ou objetivos estabelecidos pela empresa.
  7. Gratificação: diferentemente das comissões, a gratificação salarial é uma bonificação como forma de agradecimento ou reconhecimento pelo trabalho desempenhado pelo colaborador.
  8. Adicional de periculosidade: é um valor adicional de até 30% sobre o salário base de trabalhadores que atuam em locais expostos a riscos iminentes e que podem colocar a sua vida em risco. Por exemplo, vigilante/segurança.
  9. Participação acionária: esse é um valor recebido quando a pessoa também possui ações de uma empresa, como um investidor, por exemplo.
  10. Auxílio-saúde: valor oferecido para ressarcir (repor) de forma parcial as despesas com planos privados de saúde.

O que não faz parte?

De acordo com o artigo 457 da CLT, não está previsto como remuneração:

  • ajuda de custo;
  • diárias de viagem;
  • auxílio-alimentação;
  • prêmios.

Como o trabalhador pode acompanhar esses valores?

A folha de pagamento é o documento em que todo trabalhador consegue analisar os valores a serem recebidos e descontados. Na folha de pagamento você pode ver a descrição do seu salário como: salário bruto ou salário-base.

Já a remuneração são os itens que citamos, que são descritos no documento, como por exemplo: adicional noturno, horas extras etc.

Tipos de remuneração

Existem alguns tipos de remuneração que são importantes para que você saiba quais são as diferenças entre eles, veja.

Remuneração funcional

É o tipo que tem como base o plano de cargos e salários. Mas como funciona? Essa remuneração pode variar de acordo com a hierarquia e responsabilidades. 

Remuneração por competência

Esse tipo leva em consideração as competências mais amplas e abrangentes que um funcionário possui. Como habilidades técnicas, mas também habilidades comportamentais, conhecimentos interdisciplinares e capacidades de resolução de problemas.

Exemplo: Um gerente que não apenas possui habilidades técnicas, mas também demonstra habilidades de liderança, comunicação eficaz e capacidade de tomada de decisão pode receber uma remuneração mais elevada devido a suas competências.

Remuneração por habilidade

Na remuneração por habilidade, os funcionários são compensados com base nas habilidades específicas que possuem e que são consideradas valiosas para o empregador.

O foco está nas habilidades técnicas, conhecimentos específicos ou certificações que um funcionário possui e que pode contribuir com a organização.

Exemplo: Um programador com habilidades avançadas em linguagens de programação específicas pode receber uma remuneração mais elevada devido a essas habilidades técnicas.

Remuneração direta e indireta: saiba o que é

Em algum momento da sua carreira você pode se deparar com esses termos e talvez isso gere alguma confusão. Por isso, vamos te explicar para não ter mais dúvidas. A remuneração direta é considerada aquilo que é pago pela empresa em dinheiro. Já a remuneração indireta são os benefícios pagos para promover a saúde e qualidade de vida dos trabalhadores. Esses benefícios podem ser: seguro de vida, previdência privada, plano odontológico, entre outros.

Como avaliar uma remuneração justa e adequada?

Quando você está em busca de um emprego, é muito importante que avalie se a remuneração é competitiva. Uma forma de analisar isso, é verificar o que outras empresas oferecem para os funcionários que ocupam o mesmo cargo para o qual está se candidatando. Você também pode conversar com pessoas que atuam na área para ter mais informações.

Além disso, observe o que consta na descrição da vaga. Geralmente, os recrutadores colocam todos esses tipos de informações, como participação de lucros e outros benefícios.

Saiba como negociar uma remuneração justa no trabalho

Durante a entrevista de emprego você também pode negociar com o recrutador ou líder que te entrevistar. Afinal, é o seu futuro profissional. Você tem que avaliar como aquela empresa pode contribuir com o seu crescimento profissional, mas também suprir as suas necessidades.

Sendo assim, durante essa conversa seja claro e objetivo quanto às suas expectativas. No entanto, também esteja aberto a negociação com o seu entrevistador e dessa forma, vocês podem chegar a um acordo ideal.

Por que é importante você saber sobre a remuneração?

Saber sobre a remuneração é fundamental para os trabalhadores por várias razões:

Negociação Justa:

Compreender a estrutura de remuneração permite que os trabalhadores negociem salários e benefícios mais informados durante o processo de contratação ou em revisões salariais.

Transparência e Equidade:

Conhecendo a política de remuneração da empresa, os trabalhadores podem avaliar se estão sendo compensados de maneira justa em comparação com seus colegas que exercem funções semelhantes.

Motivação e Engajamento:

A clareza sobre a remuneração e os benefícios contribui para a motivação e engajamento dos funcionários. 

Planejamento Financeiro:

Esse conhecimento é fundamental para o planejamento financeiro pessoal. Os trabalhadores podem definir metas financeiras.

Tomada de Decisões de Carreira:

Os trabalhadores podem avaliar as oportunidades de crescimento salarial em suas áreas e decidir sobre mudanças de carreira com base nessas informações.

Negociações Internas:

Quando os trabalhadores estão cientes da estrutura de remuneração da empresa, podem participar efetivamente de negociações internas, como promoções ou transferências para novos cargos.

Autoavaliação e Desenvolvimento Profissional:

Ao compreender os critérios utilizados pela empresa para determinar a remuneração, os trabalhadores podem realizar auto avaliações e identificar áreas para o desenvolvimento profissional.

Prevenção de Disparidades Salariais:

A transparência na remuneração é fundamental para prevenir disparidades salariais injustas, como aquelas baseadas em gênero ou outras formas de discriminação.

Preparação para Benefícios Adicionais:

Além do salário, a remuneração inclui benefícios como plano de saúde, previdência privada, bônus, etc. Conhecer esses benefícios permite que os trabalhadores avaliem o pacote de compensação total oferecido pela empresa

Conclusão

A remuneração é um fator importante para o trabalhador e contribui para que ele tenha melhores condições. Cada empresa pode trabalhar com um tipo de remuneração diferente, por isso, é muito importante que o candidato analise as opções antes de candidatar ou seguir na entrevista de emprego.

A dica é sempre avaliar o que você julga importante para a sua carreira.

Perguntas frequentes

O que é remuneração?

A remuneração é o resultado da soma do salário e os demais benefícios extras que a empresa oferece.

Qual a diferença entre salário e remuneração?

O salário é um valor fixo pago mensalmente pela empresa. A remuneração contempla alguns benefícios que são somados ao salário.

Quem pode receber remuneração?

Qualquer trabalhador pode receber remuneração, desde que os tipos de remuneração estejam descritos e acordados no contrato de trabalho.

Quais os principais tipos de remuneração?

Remuneração funcional, remuneração por competência e remuneração por habilidade.

Como saber que remuneração recebo?

A folha de pagamento do trabalhador deve constar todas as informações de benefícios, assim como o salário base.

O que entra como remuneração?

  • Participação nos lucros;
  • Adicional noturno;
  • Gorjetas;
  • Hora extra;
  • Adicional de insalubridade;
  • Comissões;
  • Gratificação;
  • Adicional de periculosidade;
  • Participação acionária;
  • Auxílio-saúde.

Gostou desse conteúdo? Confira mais matérias disponíveis aqui no blog Carreiras.

Avalie:

Comentários 0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *