16 / 02 / 2017

As atitudes de pessoas que fazem a diferença no trabalho

“Quem não é visto não é lembrado”. É provável que você já tenha ouvido essa máxima. De fato, trabalhadores que se destacam têm mais chances de crescimento. Mas como fazer isso?
por
http://carreiras.empregos.com.br/

Quem deseja subir na carreira precisa ficar de olho nas exigências do mercado. Atualmente, as empresas não buscam apenas cursos, experiências anteriores ou indicações profissionais. Elas também estão interessadas no seu perfil.

Você mal se comunica com a equipe? É desorganizado? Se desespera fácil sob qualquer indício de pressão? Fica desmotivado com feedbacks negativos? Talvez seja o momento de rever a sua postura profissional.

Não é preciso falar em crise econômica para entender que o mercado está mudando. Afinal, é da natureza dele se transformar com base nas novas demandas. Com a 4ª revolução industrial se aproximando, novas percepções substituem conceitos obsoletos.

Mas a instabilidade econômica adicionou à conta mais um fator que exige atenção: a alta competitividade.

Tendo muitos candidatos por vaga, os recrutadores buscam diferenciais que se aproximam de comportamentos pessoais – só que voltados ao trabalho.

 

Leia também:
Os perigos da acomodação profissional
O que fazer para se destacar em um mercado de trabalho competitivo?

 

Por exemplo, se os seus valores não traduzem o espírito da marca, dificilmente você será promovido. Talvez nem permaneça muito tempo no emprego.

Portanto, não adianta ter um currículo atualizado e muitas experiências anteriores. A forma como você lida com o seu trabalho e com o mercado é requisito para a vaga.

Só assim você passa a ser lembrado de forma positiva. Seja na hora da contratação ou de uma promoção.

Quer saber quais são as qualidades mais notadas?

→ Estar sempre em movimento
Não no sentido literal da expressão, mas sim em ter foco e entusiasmo. As empresas buscam profissionais que não se acomodam facilmente e estão sempre em busca de melhorias, seja por meio da realização de cursos, atualização de processos internos, implementação de novos projetos, etc.

→ Não ter medo ou vergonha de aprender
Muitos profissionais perdem oportunidades reais de ampliar seus conhecimentos ao deixar de fazer uma pergunta por medo de ser ridicularizado, ou por vergonha de se manifestar. Mas a verdade é que todos passamos pelo aprendizado mais cedo ou mais tarde, e perguntar é o caminho mais rápido (e nada negativo) de fazer isso.

→ Compreender o seu lugar na empresa
Perceber que não basta sair de casa, fazer o que te mandaram fazer e voltar ao lar é mais importante do que parece. Quando você tem uma visão macro do negócio e qual é o seu papel nele, tem mais chances de inovar e acelerar processos ultrapassados. Pesquise e se atualize sempre sobre o ramo em que atua e os valores da empresa.

→ Ter a mente acelerada
Calma, não se trata de querer fazer tudo ao mesmo tempo em prazos impossíveis, afinal, isso nem sequer é positivo. O que as empresas procuram são profissionais proativos e inovadores, que tragam ideias diferentes para atrair o público. Para isso, você deve encontrar a criatividade que mora dentro de você.

→ Ser empático
Essa é a capacidade de se colocar no lugar do outro e, com isso, compreender suas ações e auxiliá-lo de alguma forma. Ignorar ou atacar o outro, não representando os valores da empresa em que trabalha, pode custar o seu emprego. Ter empatia demonstra que você possui inteligência emocional.

→ Mostrar humildade e integridade
Nada de fazer fofoca ou contar vantagem. Perfis tóxicos tendem a ser excluídos pela equipe, impactando diretamente o fluxo de trabalho. O que acontece? Os resultados se revelam insatisfatórios. Não se engane: o líder sabe identificar quem está afetando o ambiente. Esteja aberto a feedbacks – ainda que negativos.

E você? Possui qual dessas competências? Qual delas falta aprimorar?


 

Leia mais:
Atitudes que você deve ter hoje se quiser alcançar o sucesso amanhã
7 competências fundamentais na carreira

 

 

Esta matéria ajudou você?

+ 146 pessoas ajudadas

Comentarios