13 / 11 / 2015

10 dicas para fazer uma carta de apresentação

Represente bem as suas competências, elevando assim as chances de ser chamado para uma entrevista de emprego
por
http://www.empregos.com.br

Como fazer uma carta de apresentação é a dúvida de muitos candidatos que estão à procura de uma vaga de trabalho. Essa é uma oportunidade de você evidenciar as suas qualidades e, principalmente, se colocar à disposição da empresa. Com isso, você eleva as suas chances de ser chamado para uma entrevista de emprego. A carta de apresentação deve ser enviada junto ao currículo e deve ser breve.

Mas você pode estar se perguntando: como fazer uma carta de apresentação e aproveitar essa oportunidade? Fique tranquilo, é mais fácil do que você imagina, e, para ajudar você, separamos dez dicas de como fazer uma carta de apresentação. Acompanhe!

Qual a importância de uma carta de apresentação?

A carta de apresentação é um meio para você estabelecer uma comunicação com o recrutador. Muitos até acreditam que a carta de apresentação é tão ou mais eficiente que o currículo. Isso porque ela é mais pessoal e vai além da listagem de dados como formação e experiência anteriores, como acontece no currículo.

Com a carta, além de você poder apresentar o seu histórico profissional, é possível dizer o quão importante é a vaga e como você pode colaborar para o desenvolvimento da empresa com o seu trabalho.

Também pode esclarecer de que forma o novo emprego ajudará nas suas metas futuras e como você está preparado para tudo isso.

Como fazer uma carta de apresentação?

Fazer uma carta de apresentação fica mais fácil com essas 10 dicas que separamos para você. Acompanhe!

1. Dirija-se a uma pessoa e evidencie o nome da empresa

Para deixar a comunicação mais pessoal, sempre coloque o nome e o cargo da pessoa — ou o departamento — para quem você vai enviar a carta. Se você não souber esses dados, não tem problema: inicie o texto com “Caro recrutador” ou “Prezado(a) recrutador(a)”.

2. Mencione o nome da empresa

Lembre-se de colocar o nome da empresa (tenha certeza de que ele está correto). Isso mostra que você sabe com quem está falando. Aproveite para demonstrar de forma breve que conhece os produtos ou o serviço da organização e coloque-se ao dispor.

3. Mostre suas habilidades e competências

Esse é o momento perfeito para conquistar a atenção do recrutador, e você deve aproveitar o contexto para falar dos seus pontos fortes e evidenciar que você está preparado para esse novo desafio profissional. Redija a carta colocando características profissionais e pessoais que façam com que o leitor o considere para a posição pretendida.

4. Mostre como pode ajudar a empresa a se desenvolver

Contextualize mostrando como está disposto a contribuir com o desenvolvimento do setor/área e como pode fazer isso.

5. Fique atento ao tamanho do texto

A carta de apresentação não deve ter mais de três ou quatro parágrafos. Procure sintetizar as suas ideias, afinal, os recrutadores recebem várias cartas de apresentação, e vão se ater àquelas que oferecem um conteúdo mais consistente e que possam render uma boa entrevista.

6. Passe uma mensagem positiva

Jamais fale mal das empresas anteriores. Atenha-se a mensagens positivas e ressalte o seu potencial para esse novo momento da sua vida profissional.

7. Fique atento ao uso correto do português

A primeira impressão sempre é a que fica, e, na carta de apresentação, você já será avaliado. Portanto, tenha atenção redobrada quanto ao uso correto do português e prefira manter um tom formal no texto. Importante considerar o segmento da empresa e tentar adequar o tom da linguagem.

8. Revise antes de enviar

Antes de enviar a carta de apresentação, releia-a diversas vezes para evitar erros gramaticais. Além disso, certifique-se de que as informações foram colocadas em uma ordem lógica.

Lembre-se de assinar a carta. Ao contrário do currículo, que não deve ser assinado, esse documento precisa ter sua assinatura no final.

9. Mencione indicações

Se você foi indicado por um colaborador da empresa ou por outra pessoa da rede de contatos da companhia, pode mencionar essa indicação na sua carta de apresentação. Muitas organizações continuam valorizando esse tipo de iniciativa, pois consideram que as suas chances de se adaptar ao novo ambiente de trabalho são maiores.

10. Escolha o melhor canal para enviar a sua carta de apresentação

Hoje em dia é comum enviar as cartas de apresentação por e-mail, mas caso precise imprimir para entregar pessoalmente, utilize papel A4 de boa qualidade.

Quais erros evitar em uma carta de apresentação?

Agora que você já sabe tudo o que precisa constar na sua carta de apresentação, veja quais erros evitar para elevar as suas chances de ser chamado para uma entrevista!

Utilizar um vocabulário muito técnico

Você precisa alinhar a sua comunicação para falar com os recrutadores, que nem sempre terão o conhecimento técnico da sua área de especialidade ou formação. Por isso, evite usar termos muito específicos, pois, além de não somar nessa primeira avaliação, pode fazer com que você seja eliminado da próxima etapa do processo seletivo.

Escrever uma carta muito curta ou muito comprida

Já mencionamos que a carta de apresentação deve ter de três a quatro parágrafos. Procure ficar dentro dessa margem. Lembre-se de que este não é o momento de contar toda a sua história de vida, mas também é preciso expor as ideias principais acerca da sua trajetória profissional e o quanto você pode contribuir para o desenvolvimento da empresa. Portanto, não economize nas palavras, mas também não se prolongue demais.

Enviar a mesma carta de apresentação para várias empresas

Cada empresa tem objetivos e interesses diferentes. Por isso, é interessante tentar fazer uma carta para cada empregador, mostrando que tem disponibilidade, interesse e conhecimento acerca do negócio para o qual você está pleiteando uma vaga.

Incluir dados pessoais

Assim como acontece no currículo, não é necessário inserir dados como RG, CPF, PIS/PASEP e outras informações pessoais na carta de apresentação. Todos esses dados serão requeridos somente no momento da contratação.

Não alinhar a comunicação com o segmento da empresa

Cada empresa tem a sua cultura interna própria e isso é refletido no jeito de se comunicar. Pesquise sobre a organização na internet e tente perceber qual o tipo de comunicação será mais adequada para a sua carta de apresentação.

Se a empresa for mais jovem, nada impede que a sua comunicação seja mais descontraída, mas sempre levando em conta o correto uso da língua portuguesa.

Se for uma empresa do segmento da saúde, por exemplo, o tom mais formal é mais bem-visto. Procure “sentir” qual comunicação será mais bem percebida e siga adiante!

Não incluir os seus contatos

De modo geral, a carta de apresentação antecede o currículo, onde os seus dados pessoais devem ser inseridos. No entanto, principalmente no caso de documentos impressos, eles podem se separar, e o recrutador ficar apenas com a carta de apresentação. Nesse caso, coloque o telefone de contato logo após a assinatura para garantir que você poderá ser acionado.

Erros ortográficos

Muitas horas dedicadas à escrita da carta de apresentação podem fazer com que o seu cérebro o engane e que erros de português e de ortografia passem despercebidos. Nessas horas, é indispensável esperar um pouco para voltar a reler o documento e garantir que tudo estará de acordo com as normas da língua portuguesa.

Também é válido pedir para um amigo reler a carta de apresentação e ver se todas as ideias estão em ordem e se existe algum erro a ser corrigido.

De acordo com Alessandra Luchini Perez, consultora da seção Executivos da Career Center, a carta de apresentação é “o espaço que você tem para fazer seu marketing pessoal, mostrar quem é você, ressaltar suas experiências e qualidades que podem fazer a diferença na empresa”, então aproveite esse espaço para marcar pontos positivos com o recrutador.

Agora que você já leu as dicas, veja o exemplo de carta de apresentação que preparamos para você!

São Paulo, 19 de agosto de 2019

Prezados Senhores,

Estou à procura de novos desafios profissionais na área de Recursos Humanos e acredito que sua empresa possa ter interesse por minhas qualificações.

Sou graduada em Comunicação Social e História, com pós-graduação em Administração. Atuo na área de Recursos Humanos há nove anos, com destaque para o desenvolvimento e coordenação de atividades de treinamento, tendo inclusive obtido a certificação ISO-9001. Tenho habilidades como boa comunicação e oratória, além de me destacar com o uso de ferramentas de gestão de pessoas e análise de dados.

Envio em anexo o meu currículo para fazer parte de seu banco de dados e coloco-me à disposição para uma entrevista pessoal, quando poderei fornecer mais informações sobre minha experiência profissional.

Cordialmente,

Amélia Machado

(99)9999-9999

 

Como você pôde perceber ao longo desta leitura, é possível fazer uma carta de apresentação que represente bem as suas competências, elevando assim as chances de ser chamado para uma entrevista de emprego. Lembre-se de seguir as nossas dicas de como fazer uma carta de apresentação e confie sempre no seu potencial.

Se você gostou deste post sobre 10 dicas de como fazer uma carta de apresentação, entre em contato conosco para saber como podemos ajudar você a conquistar uma vaga de emprego!

Esta matéria ajudou você?

+ 49 pessoas ajudadas

Comentarios