13 / 03 / 2013

Pergunta e resposta: Tire suas dúvidas sobre o que é ser um trainee

O que são os programas de trainee? Qual o objetivo? Quem está apto a participar? Quais os benefícios? Confira neste post!
por
http://www.empregos.com.br

O que é ser trainee?

Trainees são jovens, em geral, que ainda estão cursando o ensino superior ou se formaram recentemente e que, após um longo e bem estruturado treinamento, passam a ocupar posições técnicas e até gerenciais.

Algumas empresas procuram para seus programas de trainees, profissionais formados há dois ou três anos, enquanto outras ainda optam por recrutá-los nas faculdades.

É importante ressaltar que eles precisam ter o domínio de pelo menos um idioma, que deve ser espanhol e/ou francês, pois hoje em dia o inglês já é praticamente considerado língua obrigatória.

Qual é o objetivo do programa?

Não é novidade que os programas de trainees são realizados, normalmente, por grandes empresas e multinacionais — o investimento para realizar esse procedimento é alto. Por isso, essas vagas despertam o interesse de jovens profissionais. Afinal, quem não quer participar do quadro de funcionários de instituições que são referências no mercado?

A principal proposta desse tipo de programa é desenvolver o potencial de jovens profissionais, deixando-os aptos para exercerem atividades mais complexas dentro da organização. A empresa tem o intuito de transformar os jovens em colaboradores de alta performance, com uma mão de obra especializada, que servirá para destacá-los dos demais.

O programa de trainee, nesse contexto, apresenta-se como uma oportunidade promissora, uma vez que investe no profissional e amplia o aprendizado dele. E como já alerta a sabedoria popular: conhecimento nunca é demais.

Vale frisar que o trainee é preparado para ocupar tanto um cargo técnico, de nível superior, quanto uma posição de chefia, como supervisor ou gerente.

Quem pode participar de programas de trainee?

Isso depende de cada empresa. Geralmente, participam jovens profissionais, entre 20 e 30 anos, com ou sem experiência. Desse modo, aqueles que não tem bagagem profissional também estão aptos a concorrer à vaga.

No entanto, as instituições costumam preferir os recém-formados. O motivo? Os gestores querem que a própria empresa modele o profissional de acordo com as necessidades da organização, visto que assim ele aprenderá tudo aquilo que é necessário para realizar com excelência as tarefas de maior destaque do empreendimento.

Qual é a diferença entre um trainee e um estagiário?

O trainee não é um estagiário. Trata-se de um funcionário que vai participar de um programa estruturado de treinamento e desenvolvimento para que, em um curto espaço de tempo, possa assumir uma posição gerencial, ou seja, de liderança.

É esperado que, a longo prazo, os trainees assumam posições como gerente sênior.

Quais são as oportunidades para um trainee?

Ele terá um relacionamento com praticamente todos os setores da empresa, podendo compreender e interagir com a cultura da organização, aprender conceitos e linguagem profissional, bem como aprofundar seu conhecimento sobre o negócio — estratégias, mercados, tecnologia, clientes, consumidores etc.

Além disso, poderá trabalhar em mais de um ramo profissional, diferente da sua área final de trabalho — o objetivo aqui é não somente ampliar a compreensão geral do negócio, como também fazer com que você entenda melhor as necessidades de clientes e fornecedores — e trabalhar na área final para dar continuidade ao processo de aprendizado e adquirir a experiência necessária para conquistar uma posição de gerente.

O tempo necessário para atingir essa posição depende de cada um, porém, há a expectativa de que os trainees a conquistem em até dois anos.

Quais são as vantagens de participar do programa?

Muito se fala dos benefícios da participação em um programa de trainne. Mas será que você conhece, na íntegra, as principais vantagens de tentar essa modalidade? Veja a seguir algumas razões para arriscar nessa proposta!

Aprimoramento e desenvolvimento da carreira

Os treinamentos são uns dos motivos que tornam os programas de trainees tão atrativos para os jovens. Eles recebem formação técnica e comportamental, isso sem falar nas etapas internacionais e na condução de projetos estratégicos.

Desse modo, formam-se profissionais mais maduros e com habilidades singulares, fatores que vão os distinguir dos demais. É nesse contexto que o programa possibilita o desenvolvimento da carreira, abrindo um leque de possibilidades.

Contato direto com líderes do mercado

A possibilidade de lidar diretamente com nomes de relevância do mercado é outra vantagem do programa. O acesso aos executivos permitem que o participante aprenda lições valiosas. Nesse sentido, o trainee é considerado uma espécie de vitrine ou cartão de visita.

Imagine só a chance de ter como mentor o executivo de uma empresa mundialmente renomada. Parece algo extraordinário, concorda? Na verdade, é mesmo! Você aprenderá com os melhores, o que já é um grande benefício.

Remuneração satisfatória

Profissionais que acabaram de entrar no mercado de trabalho, sobretudo aqueles que não têm especialização, percebem que o salário no início de carreira, não é tão atrativo quanto imaginavam. Porém, esse cenário muda nos programas de trainee.

Eles valorizam o profissional e oferecem remuneração satisfatória. Não é raro, por exemplo, ver empresas que proporcionam salários de 3 até 7 mil reais — variando de organização para organização.

Mas não para por aí. Elas disponibilizam benefícios como: pagamento parcial ou total da universidade, assistência médica e até participação no lucro das empresas.

Atuação no mercado internacional

Que tal trabalhar na sua área, mas em outro país? Gosta da ideia? Então, saiba que essa é uma realidade totalmente viável. As multinacionais permitem que o trainee atue em diferentes unidades da organização, espalhadas por todo o mundo.

Nem precisa dizer que esse cenário é propício não só para ampliar os seus horizontes, possibilitando o aprendizado de novas culturas e idiomas, como também parar facilitar uma carreira internacional.

Quais são as desvantagens/desafios?

Quem dera se tudo fosse um mar de rosas, não é mesmo? Só que, como tudo na vida, participar de programas de trainee também têm seus desafios e obstáculos.

Disponibilidade para mudar

Para aqueles que gostam de conhecer ambientes novos e não se apegam a cidade nenhuma, isso não vai ser um problema. Em contrapartida, pessoas que não têm a opção de mobilidade podem perder a vaga, uma vez que a disposição para mudança, não apenas de município, mas em alguns casos até de país, é um dos pré-requisitos de grande parte dos programas.

Os treinamentos acontecem na sede na empresa, certo? Nada mais lógico, então, do que direcionar os participantes para o local. Se residir perto da sua família é fundamental para você, é melhor pensar melhor a respeito do programa de trainee.

Cobrança por resultados

Como já dito, o investimento realizado pela empresa nos programas de trainee é alto. Por esse motivo, a empresa cobra resultados efetivos dos participantes. Isso significa que os gestores acompanham de perto o desempenho do seu time.

Como a empresa considera os trainees futuros líderes da organização, surge uma cobrança natural sobre a performance deles. O próprio profissional começa a exigir mais de si, uma vez que ele está ganhando a confiança do alto escalão administrativo. Dessa forma, aqueles que optam por essa proposta devem saber trabalhar bem sob pressão.

Processo seletivo exigente

Ser um trainee é um desejo de grande parte dos jovens. Eles sabem que essa é a porta de entrada para uma função de destaque na empresa. No entanto, não basta apenas querer. O recém-formado precisa ser competente e dedicado. Isso fica ainda mais claro quando se analisa o processo seletivo.

A seleção, para alguns, é considerada até como um segundo vestibular. Com alta concorrência, o processo contempla diversas etapas, desde um avaliação online até a participação em fóruns virtuais de discussão, além — é claro — de várias entrevistas e apresentações para os executivos.

É nesse cenário que surge a importância do participante se preparar para os desafios, pesquisando melhor sobre a empresa, sobre o trabalho e até mesmo sobre a equipe. Lembre-se de que essa será uma disputa acirrada. Detalhe: mesmo passando por todo o processo, não significa necessariamente que você será aprovado no final do treinamento.

Como as empresas avaliam o desempenho dos trainees?

Dentre os diversos modos de avaliar se o desempenho do trainee é satisfatório ou ainda deixa a desejar, o livro “Programas de Estágios e Trainees — como montar e implantar”, de Ricardo Luz (editora LTR) seleciona sete, que são:

1. Maturidade (aceitação por parte do trainee de responsabilidade e capacidade de evitar atitudes impulsivas, ou seja, ter calma mesmo trabalhando sob pressão);
2. Qualidade dos trabalhos desenvolvidos;
3. Capacidade de relacionamento com outros trainees, com seus tutores e com os demais funcionários da empresa;
4. Comunicação (habilidade para expor persuasivamente suas ideias);
5. Flexibilidade (capacidade para adaptar-se às novas situações);
6. Capacidade de análise (dos problemas e encontro de soluções);
7. Liderança (capacidade para alcançar resultados por intermédio de pessoas).

Perceba então que os programas de trainee permitem o desenvolvimento pessoal e profissional do recém-formado, configurando-se como uma oportunidade única para alavancar a carreira. Contudo, antes de se inscrever no programa, o candidato deve levar em consideração o perfil da empresa.

Vale reforçar que os gestores preferem os candidatos que têm garra, força de vontade e iniciativa, características essenciais para aqueles que vão ocupar cargos de confiança e gerência.

Agora que você já sabe o que é trainee, que tal assinar a nossa neswletter? Assim, você terá acesso a conteúdos exclusivos para turbinar a sua carreira e conseguir se recolocar no mercado!

Esta matéria ajudou você?

+ 57 pessoas ajudadas

Comentarios