18 / 04 / 2019

Entenda como juntar dinheiro com essas 7 dicas eficazes

Admira as pessoas que conseguem juntar dinheiro e quer aprender como isso é possível? Confira algumas dicas simples e práticas de economizar!
por
http://www.empregos.com.br

Por não termos controle do futuro, é sempre importante pensar na seguinte questão: como juntar dinheiro? Afinal, imprevistos podem acontecer a qualquer momento. Quer um exemplo? Você pode ficar desempregado ou alguém da sua família precisar de um tratamento de saúde que tem valores elevados.

Desse modo, como já dizia o ditado, é melhor prevenir do que remediar — até porque você não quer ser pego de surpresa, não é mesmo? Para ajudá-lo com essa tarefa, elaboramos um conteúdo especial.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura!

1. Anote todas as despesas

Para conseguir acumular uma reserva significativa, é necessário realizar uma série de adaptações no cotidiano. Para começar, você já colocou na ponta do lápis todos os seus gastos — desde aquele cafezinho fora de casa até mesmo a conta de internet, aluguel e afins? Ainda não? Faça isso e, então, perceberá que o valor é maior do que você imagina.

Lembre-se de que ao anotar as suas despesas é possível ter uma noção melhor dos seus gastos, identificando quais áreas são responsáveis pela maior parte do seu orçamento. A partir de então, fica mais fácil realizar um plano para economizar.

Além do mais, tenha em mente que o resultado só vai aparecer depois de algum tempo e não da noite para o dia.

2. Seja equilibrado

O que isso significa? A conta é simples! Se você recebe x, não deve gastar 2x, concorda? Caso contrário, o resultado será um saldo no vermelho. Em outras palavras, jamais gaste mais do que você ganha, pois o seu bolso agradece.

Pode parecer fácil na teoria e complicado na prática. Contudo, com um bom planejamento e foco é possível controlar as despesas. Ao manter uma balança financeira favorável, você evitará problemas no futuro — inclusive, a tão temida bola de neve, que é gerada devido ao acúmulo de várias dívidas.

3. Estabeleça objetivos

Não há dúvidas que é ótimo viver um dia após o outro — sem pressas e nem preocupações. Porém, esse cenário não é nada favorável para aqueles que pretendem juntar dinheiro. Pense bem: qual a sua motivação em fazer um pezinho de meia se você não tem nenhum propósito para o dinheiro?

É nesse sentido que surge a importância de estabelecer metas — tanto a curto quanto médio e longo prazo. Vale desde realizar uma viagem dos sonhos até investir em um curso profissionalizante, fator que vai ajudá-lo a se recolocar no mercado e alavancar a sua carreira.

O importante, nesse contexto, é estabelecer uma meta palpável, ou seja, que pode ser alcançada com o devido esforço. Pode apostar: é questão de tempo até que você consiga reunir um montante considerável e tirar do papel os seus planos.

4. Opte por compras à vista

Não há dúvidas que o cartão de crédito ajuda, e muito, sobretudo nas situações emergenciais. Mas ele também pode ser um verdadeiro vilão, se não for utilizado adequadamente.

Isso sem falar que, normalmente, as compras realizadas no cartão são acrescidas de taxas administrativas, o que torna os produtos mais caros. Em contrapartida, é de praxe as empresas oferecem descontos no pagamento à vista, deixando-o muito mais vantajoso.

Vale frisar ainda que o uso do cartão pode resultar no endividamento. Ele transmite a falsa sensação de poder compra — mesmo que você não disponibilize de nenhuma verba no momento. Por isso, pense duas vezes antes de comprometer sua renda com as compras parceladas.

5. Defina uma quantia para poupar

Suponhamos que o curso que você almeja vai acontecer daqui a 5 meses e custa 2 mil reais. Para conseguir o valor necessário para o evento, o ideal é dividir o valor completo pelo número de meses. Nesse caso, economize em torno de 400 reais por mês.

É importante ressaltar que, independente do valor que você recebe, recomenda-se guardar, pelo menos, 10% da sua renda. Mesmo que você ganhe somente o salário mínimo, combinado? Em um primeiro momento pode parecer pouco, mas após um certo período a quantia guardada será bastante significante.

6. Quite as dívidas

Você tem contas em aberto? É hora de ligar o sinal vermelho. As dívidas estão entre principais inimigos de quem pretende juntar dinheiro. O motivo? Elas não só atrapalham o planejamento financeiro como também vêm acompanhadas de juros.

Para começar, faça acordos com os responsáveis por aquelas de valor mais altas, visto que isso evitará multas extraordinárias. Cartões de créditos, cheque especial e demais despesas em bancos são prioridades.

Lembre-se de fazer uma negociação levando em consideração a sua realidade financeira. Afinal, de nada adianta firmar um compromisso que você não terá condição de honrar.

7. Pesquise antes de efetivar a compra

Não há dúvidas que um estilo de vida mais simples auxilia no processo de economizar. Isso significa ser menos impulsivo e, claro, eliminar gastos com itens supérfluos. No entanto, existem certos produtos que são essenciais, como alimentos do dia a dia e remédios. Inclusive, esses setores são responsáveis por parte considerável do seu orçamento.

Nada mais sábio, então, do que pesquisar antes de comprar. Por mais que você já tenha se acostumado com a venda da esquina ou que adore o atendimento de determinada farmácia, seja fiel ao seu bolso e analise o que é melhor para a sua saúde financeira. Pode apostar: quanto mais você pesquisar, maiores as chances de conseguir uma relação de custo-benefício vantajosa.

Agora que você já sabe como juntar dinheiro, é necessário criar uma consciência sobre a importância de poupar durante a juventude e a fase adulta. Esse é o caminho certo para ter uma vida financeira saudável, evitando surpresas desagradáveis no futuro. Para isso, é preciso colocar em prática as ações apresentadas, sabendo que é questão de tempo até que você tenha em mãos valores expressivos.

Gostou das dicas sobre como juntar dinheiro e acha que o conteúdo vai ajudar outros amigos? Então, compartilhe o post nas redes sociais, contribuindo assim com a promoção de uma vida financeira mais equilibrada!

Esta matéria ajudou você?

+ 278 pessoas ajudadas

Comentarios