08 / 02 / 2014

Como preencher testes psicológicos?

A minha dúvida é a respeito do teste onde a psicóloga manda você desenhar em quadrados que já estão com alguma figura (pontinhos, linhas, quadrado, etc.). Minhas perguntas são: o que devo desenhar? Será que eu tenho que seguir a ordem? O que este teste analisa na pessoa? Qual o critério de avaliação?
por
http://carreiras.empregos.com.br/

Como preencher testes psicológicos?

A minha dúvida é a respeito do teste onde a psicóloga manda você desenhar em quadrados que já estão com alguma figura (pontinhos, linhas, quadrado, etc.). Minhas perguntas são: o que devo desenhar? Será que eu tenho que seguir a ordem? O que este teste analisa na pessoa? Qual o critério de avaliação?

Denis C.Lopes

Resposta

Caro Denis

Agradeço a pergunta. Há tempos quero falar um pouco sobre este tão famoso bicho-papão chamado “Wartegg” (é o nome do teste ao qual você se refere), que inúmeras empresas utilizam em seus processos seletivos.

O Wartegg ou Teste de Completamento de Desenhos foi criado por Ehrig Wartegg, que o apresentou em um Congresso de Psicologia em 1937, na Alemanha. É uma técnica projetiva gráfica, ou seja, o indivíduo tem a oportunidade de “se projetar” através de desenhos. Esta análise tem por objetivo conhecer certas características e traços de personalidade dos candidatos.

No Wartegg o candidato recebe uma folha contendo oito quadrados brancos. Em cada um há um signo já desenhado. Solicita-se que ele termine os desenhos que já foram começados, escolhendo o que preferir, fazendo-o da melhor forma que puder naquele momento, seguindo a ordem que achar mais conveniente. Neste conjunto de fatores, o indivíduo se mostra através do traço, do desenho, da ocupação do espaço, da ordem, etc.

Todo teste psicológico requer validação. Isso quer dizer que é elaborado, testado e reavaliado para poder ser utilizado. São anos de aplicação e observação de milhares de pessoas para se chegar a um denominador comum – ou vários. É similar ao estudo das cores. Por centenas de anos os chineses estudaram o impacto das cores nos seres humanos. Por exemplo: sabe-se que o vermelho transmite energia, vigor, rapidez e o amarelo estimula o sistema nervoso central, podendo atingir o centro da fome. Temos, neste exemplo, as cores do McDonald´s, estimulando o desejo de alimentar-se e rapidamente!!! (Você achava que tudo não passava de mera coicidência???).

Os testes, assim como entrevistas e dinâmicas de grupo, são instrumentos utilizados nos processos seletivos. Devem fazer parte de um conjunto de informações acerca dos candidatos. Não foram elaborados para rotular pessoas nem impedir contratações. Foram – e são – inventados para dar aos selecionadores informações que dificilmente poderiam obter de alguma outra forma. Além disso não são definidos como “certos” e “errados”. O conjunto de informações colhidas mostram se o profissional atinge o perfil necessário à empresa, se tem potencial para isso ou não (naquele momento, bem entendido).

Você também quer saber o que desenhar, em qual ordem. Se você está acostumado a ler meus artigos, lá vai uma resposta conhecida: seja você mesmo. Desenhe o que tiver vontade naquele momento; faça na ordem que melhor lhe convier. Digo isso por dois motivos: primeiro, nada melhor que a espontaneidade e a veracidade para serem transmitidos. Fique certo que, se você treinar desenhar uma árvore, o conjunto do seu desenho dirá que sua espontaneidade ficou de fora e por aí vai. Pense em alguém pouquíssimo espontâneo que você conhece. O que ele(a) lhe transmite? É isso que você quer transmitir, ou melhor, você é assim?

Segundo, qualquer indicação minha ou de colegas psicólogos pode recorrer na cassação da licença para exercer a profissão. Os testes psicológicos são de uso exclusivo de psicólogos. Para isso há estudos profundos, código de ética a ser seguido no tocante à aplicação, análise, emissão de laudo e sigilo do conteúdo observado.

Um último comentário: procure baixar a ansiedade durante todo o processo seletivo. Sei que isso nem sempre é possível, porém lembre-se que é você quem deve demonstrar suas qualificações para a empresa. Quanto menor seu equilíbrio emocional maior dificuldade em demonstrar como você se vê, quem você é, sem tanta tensão e ansiedade.

Fórmulas mágicas não existem. Até os candidatos com alto quociente de QI (“quem indicou?”) também precisam mostrar competência. Se isso não ocorrer, a permanência destes profissionais nas empresas é só uma questão de tempo. Observe. No mais, seja você mesmo, sempre.

Felicidades e paz profunda a você !!!
Dra. Izabel Failde

Esta matéria ajudou você?

+ 14 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios