Saber inglês pode render um salário 30% maior

O idioma pode turbinar sua carreira, não só viabilizando vagas melhores no mercado, como também aumentando as suas chances de promoção
por
http://www.empregos.com.br

Você já deve ter ouvido falar que saber inglês é fundamental para subir na carreira.

Considerado um diferencial há anos, hoje em dia cada vez mais vagas de emprego pedem o domínio do idioma como requisito obrigatório.

Quem não possui essa qualificação, pode ser excluído de grandes oportunidades.

Para uma mesma vaga, as empresas chegam a pagar até 30% a mais por um profissional que sabe inglês”, diz a gerente de recrutamento da Page Personnel, especializada em seleção e recrutamento, Juliana Alvarez, em entrevista para o Guia da Carreira.

A profissional estima que 60% das vagas de emprego pedem que o candidato saiba o idioma. Na lista das áreas que mais pedem inglês fluente estão: Secretariado, Marketing, Tecnologia da Informação (TI) e Vendas.

INGLÊS COMO PRÉ-REQUISITO
Quando a vaga exige o inglês como pré-requisito, significa que o profissional vai precisar usar o idioma em diversas atividades do seu dia-a-dia. Muitas vezes, são posições em empresas multinacionais com filial no Brasil.

Quem ocupar o cargo deve ser capaz de fazer ligações para outros países, apresentar relatórios em inglês ou mesmo se reunir com algum representante internacional.

Vale lembrar que cargos mais altos, para diretoria e presidência, costumam exigir o inglês mesmo para empresas brasileiras. Isso porque, quanto mais se avança na carreira, maior é a probabilidade de o profissional ter de lidar com negociações estrangeiras.

Saber ingls pode render um salrio 30 maior

INGLÊS DESEJÁVEL
Uma vaga com a observação “inglês desejável” pode significar muito mais do que um “desempate” entre dois candidatos.

Às vezes, tal indicação funciona como um critério intelectual.

É uma pessoa que com certeza se desenvolveu mais culturalmente, ampliou seus horizontes. É um indício de maior versatilidade e também significa que aquela pessoa estudou mais”, explica Alvarez.

INGLÊS COMO DIFERENCIAL
Pode ser que o profissional não precise usar o idioma em um primeiro momento, mas com o tempo poderão surgir oportunidades interessantes, como fazer uma viagem internacional ou assumir um posto de liderança.

Nesse caso, o inglês não vai ser determinante para entrar na empresa, mas certamente ajudará a dar um passo a mais na carreira.

Se você não sabe inglês
Ainda dá tempo de investir no aprendizado em busca de novas oportunidades. A dica é começar o quanto antes e não esperar ser confrontado com a necessidade para só depois procurar um curso.

Alvarez destaca que, não é preciso fazer os cursos mais caros ou intercâmbios internacionais para ser valorizado no mercado.

Um candidato que aprendeu o idioma sozinho, foi estudar quando já era mais velho ou frequentou cursos mais simples é bem visto pelos entrevistadores. Ele demonstra iniciativa e estímulo para se desenvolver”, afirma a especialista.

Além disso, a oferta de cursos de inglês está cada vez maior e mais acessível. É possível, inclusive, acompanhar aulas gratuitas pela internet.

Esta matéria ajudou você?

+ 6 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios