Comunique-se bem em uma entrevista de emprego

A forma como você se comunica com o entrevistador pode render muitos pontos ou desclassificá-lo – tudo depende de você. Conheça técnicas que ajudam nesse momento
por
http://empregos.com.br

O momento da entrevista de emprego exige muito cuidado e desenvolvimento da comunicação, pois ela pode ser a única oportunidade que o entrevistado terá para conquistar determinada vaga e trabalhar em certa empresa.

É um momento carregado de expectativas e anseios, porque alguns já estão à espera de uma oportunidade há muito tempo.

Tudo isso pode fazer com que ocorram diversas falhas na comunicação durante a entrevista, que prejudicarão diretamente o candidato. Um grande erro, por exemplo, é falar muito rápido.

Muitas pessoas justificam essa falha dizendo que pensam muito rápido. E isso não reflete a realidade, pois a fala rápida é a expressão de posturas ansiosas e não de pensadores fora da média.

Além da fala rápida, alguns candidatos falam demais, e não conseguem sequer ouvir as perguntas do recrutador. Para uma comunicação excelente, é preciso, antes de tudo, desenvolver a escuta.

O candidato que fala demais também passará a imagem de um profissional ansioso que não sabe ouvir. Mesmo que esse comportamento só apareça no dia da entrevista, por conta do nervosismo, é possível que não haja uma segunda chance.

Caso o primeiro contato seja pelo telefone, é muito importante que os mesmos cuidados sejam tomados, pois ali será decidido se haverá um encontro presencial ou não.

Como ao telefone não existe a comunicação não verbal, o cuidado será direcionado para o tom da voz, respiração e ritmo da fala. O tom deve ser agradável, nem muito alto e nem muito baixo, para que o receptor não precise fazer nenhum esforço.

A respiração precisa ser compassada, respeitando as pausas de vírgulas e pontos finais. Dessa forma, haverá tempo para refletir sobre o que foi dito, fazer associações e elaborar perguntas que possam enriquecer a entrevista.

O ritmo deve ser cadenciado, para que a imagem de segurança seja transmitida, ainda que não ocorra o encontro presencial.

Um exercício que todas as pessoas que estão vivendo o processo de admissão devem fazer é conhecer a empresa e o cargo que estão disputando.

O grau de formalidade determina a escolha das roupas, cores e acessórios. Se a empresa for mais formal, invista em tons pasteis, acessórios pequenos e formas quadradas (ternos, por exemplo).

Se for informal, vale ousar nas formas e cores. Lembrando que qualquer escolha precisa refletir a identidade do candidato, pois mesmo que tente enganar, com o passar do tempo a naturalidade falará mais forte e todos sairão perdendo!

rodape Katia Campelo

Esta matéria ajudou você?

+ 1011 pessoas ajudadas

Comentarios