25 / 03 / 2017

Como transformar o seu hobby em trabalho?

“Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida” – Confúcio
por
http://empregos.com.br

Ao ler a frase acima, me deparo com o dilema de vários profissionais que se sentem desmotivados em suas empresas.

Seja pela escolha errada da profissão ou pelo clima organizacional de onde atuam, mais dia menos dia eles se pegam pensando como seria bom ganhar dinheiro com seu hobby.

O melhor dessa indagação é que muitos profissionais descobriram que, sim, é possível transformar o seu hobby em trabalho. E, principalmente, viver com essa renda e ainda empregar outros.

Mas alguns cuidados são importantes para quem decide arriscar em ter o seu próprio negócio, raros são os casos dos que conseguem sucesso sem planejar.

 

Leia também:
• Hobbies que ajudam você a conseguir um emprego
• De psicóloga a confeiteira

 

O primeiro cuidado é descobrir se transformando seu hobby em negócio, você se sentirá feliz e realizado. Afinal, hobby é algo que você faz de forma esporádica. Mas como negócio, todos os dias você se verá envolvido com ele.

Ao transformar seu hobby em negócio, ele deixará de ser um hobby e uma rotina implantada para atender a demanda.

Para quem tem um emprego que paga suas contas, minha sugestão é que continue com ele e faça do hobby o seu plano B. Se dedique a ele nos finais de semana e acompanhe o quanto te rende de grana.

Quando estiver no mesmo patamar ou próximo do que você ganha na empresa onde trabalha, já poderá planejar seriamente a sua saída definitiva.

hobby

Transformar seu hobby em negócio pode ser a chave para o seu sucesso

Faço essa reflexão por saber que muitas pessoas possuem dificuldade na hora de vender. Muitos clientes me falam dessa dificuldade quando resolvem abrir seu próprio negócio. Desenvolvem bem um produto ou serviço, mas na hora de colocar o preço e cobrar não sabem bem como fazer.

Então, pense em como será o processo de venda. Será que você consegue abraçar o desafio de fazer e vender ou vai precisar de ajuda?

Ultrapassada essa barreira da venda, a grana começa a entrar e você decide que é hora de largar o emprego. Calma! É preciso sentar e planejar seu negócio. Avaliar mercado, consumo, ofertas, preços, demandas e por aí vai.

Não cometa o erro de sair fazendo sem planejar, dedique-se a pensar nas alternativas para seu negócio, seja criterioso e coloque tudo no plano de negócio.

Se possível, converse com outros empreendedores como você para trocar experiências. Tem muito empreendedor que, com medo de falar do seu negócio, deixa de ouvir a opinião de quem já trilhou o mesmo caminho que ele vai percorrer.

Não tenha medo de buscar ajuda com consultores, coaches ou empresários que estão no mercado a algum tempo. Algumas perspectivas se abrem quando compartilhamos nossos projetos.

Plano de negócio pronto, é hora de se preparar financeiramente. Muitas empresas fecham em menos de dois anos, após a abertura.

Há riscos envolvendo o negócio e não estar preparado para eles, será ruim. Então, é fundamental pensar e acompanhar as despesas e receitas. Quanto você vai precisar para seu sustento e quanto deve ser reinvestido.

Todo negócio tem seu período de altos e baixos, esteja atento a esses períodos para que possa planejar as promoções e ofertas. Abrir um negócio requer do empreendedor conhecimento em gestão e desenvolvimento de habilidades comportamentais.

Invista no seu desenvolvimento pessoal, estude, leia, pesquise e, principalmente, pratique o que está aprendendo.

Errou? Aprenda com o erro e faça de novo. Persistência e determinação são fundamentais para o sucesso do seu negócio!

renata-lopes

 

Esta matéria ajudou você?

+ 10 pessoas ajudadas

Comentarios