23 / 10 / 2015

Diversidade corporativa: um novo fator de competitividade

por
http://www.empregos.com.br

por Ana Claudia Marques Govatto*

A diversidade no ambiente interno empresarial pode representar uma melhoria na qualidade de vida do trabalho. No ambiente externo, nas relações com o mercado e a sociedade, as iniciativas que priorizam a diversidade podem significar uma expressiva melhoria na imagem de marca.

Este novo cenário mundial da gestão empresarial é resultado da globalização que exige novas demandas e desafios. Produtividade, competitividade e compromisso social são requisitos básicos de sustentabilidade e sucesso dos negócios.

É importante entender o que envolve a diversidade, hoje com uma definição muito mais ampla do que há 20 anos. A condição sócio-econômica dos empregados, estilo de trabalho, idade, ascendência, nacionalidade, estado civil, orientação sexual, condições de saúde e deficiência física são, entre tantas outras, condições diferenciadas que muitas vezes se configuram como “divisores de água” nas relações de trabalho.

diversidadecorporativa

Valorizar a diversidade no ambiente de trabalho, como por exemplo contratar portadores de deficiência, significa que a corporação tem por princípios a responsabilidade social de promover oportunidades iguais e o respeito à dignidade, independentemente da obrigatoriedade legal a qual a questão foi submetida. A empresa que valoriza a diversidade é vista como ética, o que a faz obter o reconhecimento da sociedade. Portanto, empresa e sociedade beneficiam-se econômica e socialmente com a diversidade, benefícios estes usufruídos por empresas do mundo inteiro.

No campo econômico algumas são as vantagens da diversidade:

. Incremento da competitividade – há uma crescente valorização da marca e de produtos e serviços de empresas que valorizam a diversidade e, portanto, a responsabilidade social.

. Atendimento mais personalizado – a ampliação dos negócios muitas vezes se dá pelo emprego de funcionários de uma língua oriental ou a formação de equipes femininas para atender públicos e consumidores específicos.

. Maior valorização da imagem de marca – a opinião pública (e aqui inclui-se o mercado consumidor) tende a prestigiar empresas éticas e responsáveis socialmente recomendando e comprando seus produtos.

. Fortalecimento do desempenho financeiro – o aumento da aceitação de marca contribui diretamente para a elevação das vendas e do lucro.

. Menor rotatividade de funcionários e aumento da satisfação no trabalho – uma empresa socialmente responsável estimula a permanência e o crescimento profissional de seus funcionários e favorece a melhoria do clima organizacional.

. Menor risco de ações trabalhistas – empresas que estabelecem ações de gestão que contemplam a prevenção da discriminação e do assédio sexual estão menos expostas a ações judiciais.

. Maior resistência às mudanças do mercado – empresas que contemplam a diversidade estão mais fortalecidas frente às mudanças próprias da globalização, tais como fusões e incorporações, onde culturas tão diferentes estão sendo obrigadas a conviver visando um único objetivo.

. Aumento na capacidade de reconhecer talentos – a diversidade confere à empresa uma maior capacidade em valorizar e reconhecer os talentos e empregar as idéias de seus funcionários.

No campo social, pode-se afirmar que as vantagens da adoção da diversidade são a diminuição do preconceito não só nas relações de trabalho e de mercado, mas também nas relações pessoais e no exercício da cidadania.

As empresas são ambientes favoráveis para o aprendizado e desenvolvimento porque são ricas em idéias, métodos e práticas que envolvem várias pessoas num mesmo momento. Também nas relações com a sociedade, a contribuição empresarial é bastante significativa. Muito do que se aplica na organização pode servir de referência para outros grupos e indivíduos, o que amplia consideravelmente o acesso à informação e ao aprendizado.

Estabelecer a diversidade na prática nem sempre é tarefa fácil e o discurso poucas vezes é capaz de mudar esta realidade. Ainda nos deparamos com o preconceito, fruto de um passado de colonização marcado pelo desrespeito às raças e costumes. Mas é preciso insistir numa mudança de comportamento. A própria discussão sobre o assunto no ambiente de trabalho poderá contribuir para a formação de uma nova mentalidade na qual a igualdade de oportunidades é o ponto de partida.

Incentive seus colegas e funcionários a elaborarem programas que contemplem a diversidade no ambiente de trabalho. Assegure que os princípios da responsabilidade social de sua empresa orientem as campanhas de marketing e comunicação de seus produtos e serviços. Faça marketing institucional do incentivo à valorização da diversidade.

Essas iniciativas garantem a sustentabilidade e a continuidade dos valores e atitudes do grupo e estará movimentando a sociedade na qual sua empresa está inserida. Acredite que sua organização muito contribuirá para o aprendizado coletivo e o exercício da cidadania em todos os aspectos.

*Ana Claudia Marques Govatto, publicitária e especialista em marketing, é consultora em Marketing Social e professora universitária.

Esta matéria ajudou você?

+ 29 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios