13 / 09 / 2018

Qual a relação entre inteligência artificial e o mercado de trabalho?

Você já parou para pensar em como a inteligência artificial influencia na sua vida? E sobre o mercado de trabalho, qual seria a relação dela com ele? Confira em nosso Portal de Notícias.
por
http://www.empregos.com.br

Que a tecnologia tem feito cada vez mais parte da vida das pessoas não é novidade. Ela influencia em diversos âmbitos, facilitando o cotidiano e proporcionando a otimização de atividades. Assim, a inteligência artificial surge como um importante ator no cenário da modernização.

Trabalho, lazer, saúde, educação… são tantas as influências da inteligência artificial que se torna difícil imaginar a vida sem ela. Com isso, as mudanças acontecem de maneira cada vez mais rápida, modificando formas de viver, de se relacionar e de trabalhar.

Dessa forma, o debate sobre essa influência se torna importante a partir do momento em que é capaz de dar novos significados para o que às vezes passa despercebido. Você já parou para pensar, por exemplo, na relação entre inteligência artificial e mercado de trabalho? Ainda não? Pois, nós queremos mostrar como isso acontece. Acompanhe nosso blogpost e descubra.

Definição de inteligência artificial

Em primeiro lugar, é preciso compreender no que, de fato, consiste a inteligência artificial. Tão abordada em filmes de ficção científica, ela às vezes parece algo distante da nossa realidade, pouco palpável ou reduzida a robôs que se locomovem e recebem comandos de humanos, não é mesmo? Mas, ao contrário disso, ela está mais presente em nosso cotidiano do que podemos imaginar.

Você já parou para pensar, por exemplo, que um computador usa de inteligência artificial? Pois é! Algo tão comum no nosso dia a dia que nem imaginamos que está relacionado a esse conceito. Por definição, inteligência artificial é um ramo da ciência da computação em que dispositivos são elaborados com o objetivo de realizar atividades que seriam tipicamente humanas.

Dessa maneira, pensar, calcular, resolver problemas e decidir questões são algumas das capacidades as quais a inteligência artificial se propõe a suprir. Esse ramo se desenvolve rapidamente ao longo dos anos, apresentando inovações e incorporando novos elementos a si mesma.

Pode-se dizer que seu início aconteceu em 1940 juntamente à criação do computador. Em seguida, com a Segunda Guerra Mundial e com a necessidade de invenção de produtos bélicos, ela se desenvolveu, chegando, assim, à indústria mercadológica. No entanto, até então tal estudo não tinha um nome propriamente dito e a nomenclatura “inteligência artificial” surgiu cerca de vinte anos depois, por volta de 1960.

Como se conhece por meio da História, essa implementação de máquinas promoveu modificações profundas na relação do ser humano com o trabalho. Isso se deu principalmente no auxílio que elas proporcionavam, aumentando a produtividade e, em alguns casos, na substituição do trabalhador em alguns ramos da produção.

Relação entre inteligência artificial e trabalho

A partir de então, muito mais do que na indústria, a inteligência artificial passou a ser incorporada no mercado de trabalho e, longe de ser uma vilã, pode ser entendida como facilitadora de processos.

Ela atua, assim, na desburocratização de atividades e auxilia no armazenamento e no tratamento de dados. Um processo seletivo de uma empresa, por exemplo, tem na inteligência artificial apoio constante a partir do momento em que possibilita o acesso rápido a informações dos candidatos.

Do outro lado da moeda, ela proporciona aos que procuram uma colocação a oportunidade de visualizar e inscrever-se em processos, o que antes acontecia de maneira manual e cansativa. Afinal, a entrega de currículos, quando não era feita pessoalmente, se dava por meio dos correios, situações responsáveis por tornarem os processos ainda mais complicados e demorados.

Ainda sob o exemplo da seleção para uma vaga na empresa, a inteligência artificial oferece apoio até mesmo à tomada de decisões. Isso acontece pelo fato de que ter as informações sempre à mão, possibilitando o manejo simples e uma comparação mais rápida dos currículos e experiências dos candidatos.

Quanto ao candidato, essa comparação ágil é essencial na hora em que ele precisa escolher a empresa e a vaga ideais. O acesso aos dados da companhia e aos benefícios das vagas é um importante fator para que a decisão seja acertada e condizente não apenas com o que a pessoa se propõe a fazer, mas também com a cultura organizacional com a qual ela se identifica.

Auxílio na preparação do candidato

Quando temos uma dúvida sobre alguma questão, qual é a primeira coisa que fazemos? Normalmente, procuramos a resposta na internet, não é mesmo? Pois então, aqui está mais uma influência que a inteligência artificial pode exercer no mercado de trabalho.

Sua capacidade de reunir dados que podem ser facilmente acessados acaba por evidenciar uma constante necessidade de atualização por parte de quem busca uma colocação profissional. Isso acontece porque a velocidade de veiculação de informações requer atualização constante por parte dos profissionais.

Assim, por meio de computadores, é possível fazer pesquisas e ter acesso a materiais ricos sobre a área com a qual trabalhamos. Aqui, incluem-se cursos on-line que muitas vezes se equiparam aos presenciais em termos de qualidade e possibilitam o aperfeiçoamento do indivíduo enquanto profissional, tornando-o mais apto a conseguir a tão sonhada vaga.

Impacto nos empregos

Como dito, a velocidade com que as mudanças tecnológicas acontecem é alta, o que confere dinamicidade ao mercado de trabalho. No entanto, diferentemente do que se pressupõe, a influência da inteligência artificial nesse mercado caminha no sentido da geração de empregos, e não na eliminação deles.

Isso é o que afirma a agência Gartner de pesquisa. Segundo ela, até 2025, a inteligência artificial será responsável pela criação de até dois milhões de postos de trabalho. Os setores afetados vão desde saúde, educação e governo até as manufaturas.

É de se imaginar, entretanto, que o comportamento do profissional diante deste cenário também deve mudar. Passíveis de serem automatizados, os empregos especulam a necessidade de elevação do nível de conhecimento dos trabalhadores.

Fica evidente aqui a importância de promover educação e capacitação constantes não apenas para quem está entrando no mercado, mas também para quem está nele já há alguns anos. O treinamento e desenvolvimento de habilidades são, então, cada vez mais necessários.

Como pudemos perceber, apesar de comumente tratada com abstrata, a inteligência artificial é uma realidade que deve ser encarada em todos os aspectos nos quais exerce influência. Ignorá-la é desatualizar-se cada vez mais, afastando-se das oportunidades que o mercado de trabalho oferece.

Por isso, entender sua importância e incorporar suas especificidades à rotina é fundamental para a adequação a tudo o que é regido pela relação entre inteligência artificial e mercado de trabalho.

E você? Enxerga outras possibilidades da inteligência artificial? Tem exemplos de como ela influencia na sua vida profissional ou no seu emprego? Deixe um comentário em nosso post!

Esta matéria ajudou você?

+ 2 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios