27 / 10 / 2015

Política pessoal

Como vencer em um mundo onde trabalho duro e talento não são suficientes
por
http://www.empregos.com.br

Autora: Kathleen Kelley Reardon
Editora: Gente
Páginas: 228
Preço: R$ 39,90

Por Gisèle de Oliveira

Engana-se quem pensa que a política só habita os planaltos em Brasília. Muito pelo contrário, ela está presente em nosso cotidiano e em todos os nossos relacionamentos. Infelizmente, no Brasil ela acabou ganhando uma conotação quase pejorativa devido aos desmandos de nossos governantes. Para mudar seu conceito e trazê-la para nosso cotidiano no ambiente de trabalho, a norte-americana Kathleen Kelley Reardon lançaPolítica pessoal – Como vencer em um mundo onde trabalho duro e talento não são suficientes (Editora Gente).

Professora de gestão da Escola de Administração Marshall, da Universidade da Califórnia, Kathleen utiliza as 228 páginas do livro para dar uma verdadeira aula de como utilizar a política de forma ética e em benefício da própria carreira. Assim como tudo na vida, algumas pessoas já nascem com o talento para ter atitudes políticas positivas, mas essa é uma característica que pode ser aprendida e aperfeiçoada.

Em nenhum momento a autora defende o uso da política de forma desleal ou antiética, o que ela prega é o aprendizado dessa ferramenta para auxiliar o profissional no desenvolvimento de sua carreira, pois, como a própria Kathleen diz: “Tudo é política”.

Já no início do livro a norte-americana propõe ao leitor que ele faça a si mesmo seis perguntas:

  • É capaz de influenciar e administrar com eficiência as percepções que as pessoas têm de você e suas idéias?
  • Consegue converter inimigos em aliados?
  • Você pode antever e administrar resultados e conseqüências com bastante antecipação?
  • Suas idéias são ouvidas e bem aceitas?
  • Você sabe o melhor momento e a melhor maneira de apresentá-las?
  • Você está em evidência?

E logo depois decreta, “se você respondeu não a pelo menos uma das perguntas, poderá aprender muito com este livro”.

Para Katheen, “a sensação de segurança no trabalho tem origem na capacidade de lidar com a forma como os outros tratam você e suas idéias”. Segundo ela, sem a habilidade de influenciar as pessoas por meio da persuasão qualquer atividade política torna-se vã. “A persuasão é tão inerente à política que muitas vezes fica difícil distinguir uma da outra”, afirma.

Abordagens construtivas x destrutivas
Apesar de defender o uso da política de forma honesta, Kathleen reconhece que, muitas vezes, as pessoas usam seus talentos de forma negativa. De acordo com a autora, “os políticos construtivos não tentam prejudicar seus oponentes e não fazem uso de ciladas nem de espionagem. Suas estratégias são de alto nível”.

Políticas construtivas precisam:

  • Criar impressões positivas – as pessoas-chave precisam considerar você interessante e acessível.
  • Ter visibilidade – a capacidade de estar no lugar e na hora certos.
  • Ter mentores – poder contar com conselheiros experientes.
  • Obter apoio de colegas influentes e superiores.
  • Desenvolver um “banco de favores” – essa “rede” requer reciprocidade. Ao prestar – ou oferecer – favores, você faz “depósitos” antecipados nessa conta abstrata para que no futuro, quando precisar, possa dispor dos “fundos” necessários.

Políticas destrutivas abrangem:

  • Mexericos e calúnias – é a criação de informações negativas sobre certas pessoas e sua veiculação em conversas e reuniões na tentativa de boicotar carreiras.
  • Falsidade – atitude enganosa de fazer com que as pessoas acreditem que você tomou determinada decisão, quando na verdade escolheu outra muito diferente. Trata-se também do ato de iludir a boa-fé alheia levando o indivíduo a acreditar em situações que não existem.
  • Trapaça ou fraude – mentira dita por diversas maneiras a fim de tirar vantagem de alguma pessoa ou situação.
  • Cilada – manipulação de alguém para induzi-lo a tomar uma posição ou atitude política que resulte em constrangimento, fracasso, punição ou perda de emprego.

Confira mais algumas dicas de estratégias para criar e manter o poder:

Aparências

  • Impressões: construa e administre sua reputação.
  • Ambiente: cuide da decoração de seu escritório ou de sua área de trabalho.
  • Credibilidade: procure conquistar o respeito e a confiança de seus colegas.
  • Compromisso: mantenha-se ativo e ocupado, mas não demonstre estresse.
  • Carisma: mostre-se agradável e bem-humorado.
  • Valor: estabeleça relações entre suas tarefas e as metas da empresa.

Relacionamentos

  • Atração: faça com que as pessoas gostem de trabalhar com você (ou para você).
  • Exemplos de postura: aja como as pessoas importantes de sua empresa.
  • Banco de favores: lembre-se do valor da reciprocidade.
  • Mentores: procure bons orientadores.
  • Influência: aproxime-se de pessoas poderosas que impulsionem sua carreira.

Agora, mãos à obra e comece a praticar sua política pessoal, para o bem, claro, principalmente seu.

Esta matéria ajudou você?

+ 6 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios