“Perguntas na entrevista de emprego” – Fale algo que você não quer que eu saiba

Já estamos acostumados a algumas perguntas. Mas e as pegadinhas? Como falar sobre algo que negativo sobre si mesmo? Aprenda a resposta correta!
por
http://www.empregos.com.br

Os recrutadores estão ampliando seus repertórios de perguntas para as entrevistas de emprego. O objetivo é surpreender o candidato, que está cada vez mais acostumado e, portanto, treinado às questões clássicas.

Para a empresa, o problema de respostas padronizadas é quando o recrutador não consegue ter uma ideia de como realmente é o profissional que está a sua frente, o que o impede de decidir se ele é a pessoa ideal para ocupar a vaga.

É por isso que, além de questões tradicionais como “qual é a sua experiência anterior” e “fale sobre seus pontos fortes”, os candidatos devem estar preparados para perguntas que os motivem a contar informações que geralmente não falariam em um primeiro contato profissional.

Um desses casos é quando o entrevistador pede que você fale algo sobre si mesmo que não quer que ele saiba. Afinal, o que ele espera ouvir em uma situação como essa?

O QUE VOCÊ JÁ APRENDEU?

O que os recrutadores esperam ouvir, é uma situação profissional anterior em que você passou por alguma dificuldade, e como foi possível superá-la. Se você apenas contar um caso desagradável, sem acrescentar seu aprendizado, pode dar a ideia de que ainda pode cometer os mesmos erros.

Uma boa resposta é aquela que demonstra a sua capacidade de se adaptar ao ambiente que está trabalhando, a fim de ser cada vez mais produtivo para a empresa.

COMO RESPONDER?

Comece descrevendo um problema que você enfrentou em seu passado profissional (jamais cite conflitos pessoais). Pode ser em empresas anteriores, na faculdade, no trabalho voluntário, desde outras experiências.

Não exagere nos detalhes, apenas mostre como o caso gerou conflitos para você e para a empresa em que trabalhava. Lembre-se: escolha sempre um exemplo que você conseguiu dar a volta por cima.

Depois de expor o problema, diga como você conseguiu resolvê-lo e qual a lição que tirou de tudo, dizendo que não tem medo de lidar com a adversidade e que, frente aos desafios, tende a ser flexível para resolvê-los.

É claro que essa resposta não deve ser apenas da boca para fora. No seu dia a dia profissional, você deve se esforçar para colocar a sua resposta em prática e crescer cada vez mais como um profissional que, além das habilidades técnicas, possui competências valiosas para as empresas.

Esta matéria ajudou você?

+ 116 pessoas ajudadas

Comentarios