Dicas para você acertar na dinâmica de grupo (PARTE I)

Saiba o que os recrutadores observam no candidato e qual roupa vestir nesta etapa do processo seletivo
por
http://www.empregos.com.br

A fase da célebre dinâmica de grupo costuma gerar muitas dúvidas e temores nos candidatos. Umas das principais questões que os profissionais se fazem é o que, afinal, os recrutadores observam durante a realização das atividades.

Outra indecisão recorrente diz respeito ao traje a ser usado nesta fase do processo de seleção. Para decifrar essas questões, o site de recrutamento Empregos.com.br consultou a especialista Izabel Failde, autora de “Manual do facilitador para dinâmicas de grupo”, da editora Papirus.

Quer saber quais são os conselhos dela para que você seja bem sucedido na dinâmica de grupo e conquista a vaga de emprego? Olha só a entrevista:

dicasparavoceacertarnadinamicadegrupo1

O que os recrutadores mais observam em uma dinâmica de grupo?
Basicamente, características de personalidade e bem genericamente competências técnicas e comportamentais. Por exemplo: comunicação, liderança, saber ouvir, ética, respeito ao outro, compreensão, trabalho em equipe, equilíbrio emocional, iniciativa… São várias características e competências que a dinâmica de grupo proporciona que o selecionador ou facilitador pode observar em cada uma das pessoas presentes.

Que roupa usar?
Eu prefiro o mais clássico. Observe a empresa, faça uma pesquisa sobre ela. Se você conhecer alguém da empresa, troque uma ideia. Se não, vale passar em frente à empresa para observar como é a vestimenta dos profissionais. Cuide também dos cabelos e das unhas.

Para as mulheres…
Saia ou calça. A saia no máximo um dedinho acima do joelho (na horizontal), camisa de manga longa ou curta. Se necessário, um blazer ou um spencer ou um casaco nos dias de frio.

As unhas devem estar bem feitas, não é necessário esmalte, mas se você é adepta das inovações dos esmaltes, tome cuidado. Verifique se a empresa aceita esse tipo de inovação. Procure um sapato confortável, limpo e engraxado. Bijuterias, acessórios, perfume pode – desde que de uma maneira comedida.

Não use ou evite:
Shortinhos, bermudas, decotes exagerados, tops, regatas… Isso não combina nada com processo seletivo. Lingerie aparecendo, roupas muito justas, cores cítricas em qualquer parte da roupa. Talvez um brinco ou colar para destacar, mas de forma comedida.

Fuja dos saltos estratosféricos, porque nada mais deselegante do que se desequilibrar em um salto bem em frente ao recrutador.

Para os homens…
O costume é calça e blazer. Ou terno: calça, colete e blazer (não há necessidade do terno). Ou uma calça e uma camisa sociais. Na dúvida em usar ou não uma gravata, use. Se antes de entrar na empresa você observar que ninguém usa gravata, você pode retirá-la discretamente.

Não use ou evite!
Roupas excessivamente justas. Jeans eu não recomendo. Talvez em uma empresa mais liberal, da área de Marketing, no qual os profissionais são um pouco mais tranquilos na questão da vestimenta. Nesse caso, opte por um jeans com menos lavagem, sem rasgo, sem marcas de jeans usado.

Cuide também do perfume, use comedidamente. Cuide do calçado, das unhas, do cabelo. Evite ainda brincos e tape as suas tatuagens. Você vai ter a oportunidade de perguntar se há alguma restrição em relação ao uso de brincos e tatuagem.

Em relação ao cabelo, evite os exageros. Se você tem um moicano “à La Neymar”, seria importante que mudasse o penteado para o processo seletivo.

Tudo é uma questão de conhecer primeiro a empresa, saber até onde você pode ir, para depois impor o seu jeito. Você vai ser muito melhor recebido agindo assim.

Clique aqui e confira a PARTE II da entrevista da especialista Izabel Failde, com mais tópicos importantes sobre se dar bem na dinâmica de grupo.

Esta matéria ajudou você?

+ 261 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios