Como negociar o primeiro salário

Você está numa entrevista para tentar seu primeiro emprego. Num determinado momento, o selecionador pergunta sobre sua pretensão salarial. E agora? Como proceder?
por
http://www.empregos.com.br

por Juliana Falcão

Você está numa entrevista para tentar seu primeiro emprego. Num determinado momento, o selecionador pergunta sobre sua pretensão salarial. E agora? Como proceder? Você nunca fez isso antes e está diante de um item muitas vezes decisivo para a contratação.

Em primeiro lugar, é preciso diferenciar duas situações que podem ser vividas por quem está iniciando a carreira profissional: a primeira refere-se aos contratos de estágio e trainee, e a outra, ao primeiro emprego por contrato efetivo.

No primeiro caso, geralmente as organizações já oferecem um pacote com salário (muitas vezes chamado de bolsa auxílio) e benefícios que não podem ser modificados. Portanto, é preciso selecionar com cuidado as empresas e informar-se a respeito das condições de contratação. “Às vezes, a empresa não oferece um bom salário inicial, mas os benefícios ou as chances de, em pouco tempo, satisfazer a pretensão salarial e receber promoções, compensam”, diz Mozart Amaecing Langbeck, gerente de consultoria e gestão do capital humano da Deloitte Touche Tohmatsu.

Para quem optar por um emprego com as condições normais do registro em carteira, Mozart recomenda:

  • Informe-se sobre os salários da sua área de atuação. Para isso, procure as pesquisas salariais disponíveis em jornais impressos, sites especializados de emprego e entre as informações que você levantar sobre a empresa contratante
  • A negociação deve estar focada nos seus objetivos de carreira e no plano de remuneração da empresa. Por exemplo, se você acredita que aquela empresa pode lhe acrescentar bons conhecimentos na sua área e ainda lhe oferecer plano de carreira compatível com os seus valores, um salário abaixo do que você pretende pode valer a pena. Pense no fato de que esse ambiente de trabalho pode lhe trazer motivação e satisfação profissional
  • O conhecimento na hora da negociação envolve também a seleção da empresa em que o candidato deseja trabalhar, já que por meio dessa triagem é possível saber se suas pretensões podem ou não ser satisfeitas por ela
  • Procure colocar a pretensão salarial no currículo apenas quando for solicitado pela empresa. Isso faz com que na hora da entrevista, você possa argumentar sobre esse assunto baseado nos outros benefícios oferecidos pela empresa. Resolver pessoalmente é sempre mais fácil. A pretensão salarial é também um item de filtragem, por isso, quando você cita o valor no currículo, já pode ser dispensado sem chances de negociar
  • Cuidado para não fazer da negociação de seu salário um leilão. Essa atitude pode eliminá-lo do processo seletivo e ainda dar a impressão de que não está atualizado em relação ao mercado
  • A competitividade do mercado leva alguns profissionais a abraçar o primeiro emprego que aparece, independente dele atender às exigências do seu bolso. Isso pode estar relacionado a uma questão de sobrevivência, na qual o estudante precisa do emprego para manter seus estudos ou para conseguir entrar no mercado. Mesmo que você faça isso, procure posteriormente uma orientação adequada para aprender a selecionar empresas que atendam aos seus interesses
  • Lembre-se de que os salários acompanham as mudanças do mercado. Atualmente, ele está cada vez mais enxuto e seus profissionais, mais polivalentes. Isso nem sempre quer dizer que o aumento do número de funções seja equivalente ao do salário. Além disso, nem todas as empresas seguem a remuneração do mercado

Esta matéria ajudou você?

+ 1 pessoa ajudada

Comentarios