18 / 10 / 2016

Qual o seu grau de equilíbrio financeiro?

Confira em que nível está a organização sobre sua renda e seus gastos
por
http://www.empregos.com.br

Você deve estar de bem com a vida financeira para realizar grandes projetos pessoais. Antes de tomar qualquer decisão sobre os seus problemas, é preciso saber qual é o nível de organização da sua renda pessoal.

Se não, você pode acabar apostando em estratégias fracas, que mais complicam do que resolvem a sua situação.

O escritor Gustavo Cerbasi, explica que existem 8 graus de desorganização das finanças pessoais. Descubra em qual deles você se encontra. Às vezes, você nem está assim tão distante de realizar os seus planos:

1) Endividamento crítico
As dívidas fugiram ao controle. Você tem dificuldade de conseguir crédito e nem sabe mais o que tem de pagar.

2) Endividamento grave
Nem todos os compromissos podem ser honrados. As dívidas crescem mês a mês, mas você ainda tem fontes de crédito.

3) Endividamento moderado
Situação em que dívidas constantes incomodam, mas se mantêm estáveis.

4) Endividamento eventual
Há dívidas planejadas, como financiamento da casa, carro ou educação, e você eventualmente recorre a um empréstimo ou ao cheque especial para quitar as contas. O problema é que os juros fazem com que você pague mais do que precisaria para manter seu padrão de vida.

5) Falso equilíbrio
Não tem ou raramente contrai dívidas, mas não consegue poupar. Esse estágio pode gerar uma perigosa e indevida sensação de tranquilidade já que não há preparo para imprevistos ou para o futuro.

6) Poupança moderada
A economia acontece eventualmente, quando há sobras no orçamento, ou só há uma poupança para emergências. Mas essa pessoa ainda não tem um planejamento para o seu futuro.

7) Poupança planejada
Esta é a condição de quem poupa para a aposentadoria, mas não tem clareza sobre como esses recursos deveriam ser investidos ou de como poupar mais.

8) Equilíbrio financeiro
Você poupa o suficiente para garantir seu padrão de vida no futuro e também para as emergências. Só recorre ao crédito quando isso faz parte da sua estratégia de construção de patrimônio.

Veja também: 5 técnicas valiosas para salvar sua vida financeira

Esta matéria ajudou você?

+ 7 pessoas ajudadas
Fonte: Você S/A

Comentarios