15 / 03 / 2016

Um milhão de idosos ingressaram no mercado de trabalho nos últimos quatro anos

Interesse das empresas pela ampla experiência profissional estimula contratações
por
http://carreiras.empregos.com.br/

O número de brasileiros com mais de 60 anos de idade no ambiente profissional aumentou em 18%. A porcentagem se refere ao período entre o primeiro trimestre de 2012 e o terceiro trimestre de 2015. Isso significa que, de 5,5 milhões, o número passou para 6,5 milhões em apenas quatro anos. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE).

 

O que explica o quadro atual?

Um dos fatores que contribuem para o retorno dos aposentados ao ambiente profissional é o envelhecimento da população brasileira. Segundo o mesmo estudo feito pelo IBGE, a quantidade de brasileiros com mais de 60 anos passou de 24,9 milhões para 29,1 milhões, entre 2012 e 2015.

O envelhecimento, antes considerado o momento de interromper as atividades habituais, hoje é visto como a oportunidade de mostrar o valor da experiência adquirida ao longo dos anos no ambiente corporativo. O objetivo é ganhar renda extra e adquirir boa qualidade de vida na melhor idade.

Em parte, a volta à ativa está relacionada com a situação econômica. Remédios, plano de saúde e o desejo de elevar o padrão financeiro faz com que essas pessoas continuem trabalhando por um salário que, às vezes, é até maior que o benefício previdenciário.

Outro fator determinante é a grande importância do trabalho para essa geração. Os Baby Boomers (nascidos entre 1946 e 1964), não gostam de ficar parados e buscam no emprego o sentimento de utilidade e de dever cumprido.

Cerca de um milho de idosos ingressaram no mercado de trabalho nos ltimos quatro anos

Qual o interesse das empresas?

Os empregadores perceberam a necessidade de contratar profissionais que, além de oferecerem amplo conhecimento técnico, apresentem uma capacidade ímpar na gestão de pessoas.

A contratação de pessoas mais velhas, é também uma forma de garantir equilíbrio às empresas, onde pessoas da geração Y (aproximadamente 22 a 32 anos) alcançam cargos de chefia muito jovens. A combinação entre inovação e experiência é a aposta de algumas organizações para manter sua vitalidade no mercado atual.

 

Em que área atuar?

Muitos profissionais acabam dando continuidade ao cargo que mantinham antes da aposentadoria. Quem tem ampla experiência pode regressar como consultor, pois sabe avaliar o mercado segmentado com maestria.

Existem ainda, diversas oportunidades para quem lida bem com pessoas e demonstra simpatia e paciência. Pessoas com esse perfil podem atuar em vagas operacionais, como atendimento ao cliente.

 

Como se preparar para voltar ao trabalho?

Invista em cursos, mesmo que os de curta duração, que complementam sua experiência profissional e modernizam o currículo. Como você vai se inserir em um novo mercado, onde a tecnologia é muito presente, vale a pena se atualizar. Por exemplo, se costumava fazer planilhas à mão, procure conhecer o programa Excel, do pacote Office.

Mesmo que encontre alguma dificuldade, não desista. Algumas tarefas apenas exigem prática e você com certeza pegará o jeito!

 

Dica: a Universidade Aberta à Terceira Idade (UATI), oferece oficinas, palestras e aulas de graduação direcionadas à melhor idade. No Sebrae, você também encontra cursos bacanas para fazer. Além de aprimorar os conhecimentos, você conhece pessoas que podem te ajudar a retornar ao mercado de trabalho.

 

O próximo passo é ficar de olho nas vagas disponíveis. Clique aqui para avaliar as oportunidades. Desejamos boa sorte! 🙂

Esta matéria ajudou você?

+ 3 pessoas ajudadas

Comentarios