11 / 01 / 2010

Riso é saudável no mundo corporativo

Estudioso da área, Marcelo Pinto, conhecido como Doutor Risadinha, sugere que o humor é lucrativo para as organizações.
por
http://www.empregos.com.br

Por Rômulo Martins

Seriedade não tem nada a ver com sisudez. Sim, é possível ser uma companhia séria, de idoneidade inquestionável, em um ambiente interno que permite risos e, por que não?, boas gargalhadas! Quem garante é o estudioso do riso Marcelo Pinto, conhecido como Doutor Risadinha, advogado com experiência em Recursos Humanos. Autor de “Sorria, você está sendo curado!”, obra da Editora Gente lançada em 2008, Risadinha apresenta por meio de estudos realizados em universidades e institutos de pesquisa os benefícios do riso e do humor. “O modo de demonstrar o bom humor é muito pessoal. O importante é nunca ultrapassar os limites do bom senso”, pondera.

Risadinha, que também é fundador do Clube da Gargalhada de São Paulo, estreia no próximo dia 18 na D+ TV, sistema de televisão digital interativa via web, como apresentador do programa “Sorria e tenha um bom dia”, em comemoração ao Dia Internacional do Riso. Em entrevista ao Empregos.com.br, ele diz que é preciso criar um ambiente divertido e motivador nas empresas e afirma que o riso e o humor contribuem para o aumento da produtividade e estimulam a criatividade dos colaboradores.

Empregos.com.br – Qual a importância do riso e do humor no ambiente de trabalho?
Risadinha – Está comprovado que o riso e bom humor no ambiente corporativo ajudam na aproximação das pessoas, facilitando o trabalho em equipe e reduzindo os conflitos internos. Só com isso já há uma visível redução no absenteísmo e aumento da qualidade de vida dos colaboradores, pois o ambiente fica mais leve, divertido e motivador.

Empregos.com.br – Pesquisas apontam que o riso ajuda na cura de doenças, além de ser utilizado como técnica para fixar o aprendizado em sala de aula. E no trabalho, é possível estabelecer uma relação entre o humor e a produtividade?
Risadinha – Após uma sessão de riso o cérebro é oxigenado de tal forma que permite pensarmos com maior criatividade e rapidez, o que também auxilia no aumento da produtividade e melhora no trabalho em equipe. O bom humor liberta a criança interior existente em cada um nós, aquela que acredita ser possível fazer tudo que se quer neste mundo. Assim, ele ajuda as pessoas a tomar iniciativas, desenvolver a criatividade, comunicar-se melhor e também aprender mais facilmente. Várias pesquisas demonstram os efeitos positivos das risadas e do humor sobre os lucros devido à redução da tensão.

Empregos.com.br – Consultores organizacionais afirmam que o mundo corporativo está doente e que o clima empresarial está marcado por disputas e pela instabilidade. Num ambiente hostil, o riso e o humor podem produzir algum efeito?
Risadinha – É no ambiente hostil que se torna mais importante garantir que a alegria e a descontração façam parte, uma vez que a provocação intencional da risada e da brincadeira pode desencadear e cultivar uma reserva de sentimentos positivos no grupo. É importante que os integrantes da equipe identifiquem o senso de humor como parte integrante da comunicação humana e demarquem as fronteiras das brincadeiras aceitáveis e inaceitáveis, pois o que parece engraçado para alguns pode ser doloroso para outros. O riso não resolve todos os problemas, mas pode fazer com que eles deixem de ser exclusivamente um peso ou uma sobrecarga levando a um sentimento de liberdade, por meio do qual, diminuem-se irritações, desesperança e sentimentos de impotência.

Empregos.com.br – Em busca de um ambiente empresarial mais feliz e agradável, como o setor de Recursos Humanos deve agir?
Risadinha – O RH deve incentivar ações descontraídas no ambiente de trabalho de forma a transformá-lo para melhor, tornando positiva a energia entre seus integrantes. Estas ações devem ser apoiadas também pela alta direção de forma a permitir a descontração sem receio por parte dos colaboradores. Porém entendo que a ação mais importante cabe a todos nós, colaboradores. Sempre defendo a importância de desejarmos bom dia para nossos colegas de trabalho, distribuindo abraços e apertos de mão sempre que possível, com um sorriso nos lábios e palavras de otimismo. Devemos começar por pequenas ações como pendurar no mural ou divisória suas tiras de quadrinhos favoritas, fotografias e citações engraçadas ou qualquer coisa que estimule a veia cômica para começar o dia sorrindo. Mas devemos ter paciência, pois uma cultura empresarial de descontração não muda da noite para o dia. A mudança requer planejamento e envolvimento, e isso leva tempo.

Empregos.com.br – É possível ser bem-humorado em empresas que exigem uma postura séria dos profissionais?
Risadinha – Sim, mas neste ponto devemos fazer uma ressalva. Muitos confundem seriedade com sisudez. Uma postura séria não exige necessariamente uma aparência sisuda. Podemos realizar atividades com a seriedade em um clima divertido e bem humorado. A vantagem que um líder bem-humorado leva em relação a outro mais sisudo, por exemplo, é que o primeiro consegue manter o ambiente de trabalho harmonioso. Foi-se a época em que para ser respeitado o chefe tinha de ostentar uma expressão carrancuda.

Empregos.com.br – Como implementar ações motivacionais ligadas ao riso na empresa e mostrar a importância do humor no ambiente corporativo sem perder o foco nas metas e nos objetivos organizacionais?
Risadinha – Podemos fazer isso inserindo a descontração no rol de objetivos corporativos e individuais. Mas devemos sempre frisar a importância do apoio tanto da área de RH quanto da alta direção da empresa na disseminação do senso de humor.

Empregos.com.br – No livro “Sorria, você está sendo curado!” você faz menção à Gelotologia, o estudo do riso. Fale um pouco sobre essa ‘ciência’ e sobre a importância dela no contexto atual.
Risadinha – O termo Gelotologia, muito usado na Europa, vem do grego ghelos que significa riso. No Brasil o termo mais comum é Risologia, ou seja, o estudo lato sensu do riso, abrangendo sua origem e evolução e o resultado dos estudos científicos realizados para comprovar os seus benefícios na área da medicina e da psicologia, em especial. Com base nesses estudos, podemos ressaltar cada vez mais o efeito transformador que o riso proporciona não só no ambiente corporativo, mas também em nosso dia a dia.

Esta matéria ajudou você?

+ 1 pessoa ajudada
Topicos:

Comentarios