O dilema do estagiário

Geraldo, o personagem da semana – Empregos.com.br
por
http://www.empregos.com.br

Geraldo, o personagem da semana – Empregos.com.br

Para quem não me conhece sou o Geraldo, um dos colunistas aqui da Empregos.com.br. Hoje vou falar do meu amigo Caio, que trabalhou comigo no meu primeiro estágio e hoje também está a procura de um novo emprego.

Caio é um jovem responsável e competente, mas que assim como eu foi dispensado da empresa porque seu contrato de estágio venceu. Isso é normal dentro de uma compania, os contratos de estágio são assim mesmo. O problema é que Caio tinha certeza de que seria contratado ao final desse período. Não foi. E ele entrou em desespero.

Caio faz o mesmo curso que eu, administração, mas em outra faculdade. No primeiro dia após a dispensa ele passou algumas horas em depressão. Almocei com ele no dia seguinte e tentei levantar a moral do sujeito. Ele então bateu na mesa e decidiu que iria arrumar um emprego naquele mesmo dia, “custe o que custar”, disse.

Ele leu no restaurante que estávamos almoçando uma placa de contrata-se. Então levantou-se e pediu o emprego. O gerente do restaurante estava meio atarefado com a fila do caixa, mas gritou para o Tião, o chefe na cozinha, para vir atender o rapaz. Ele começou no mesmo dia.

Ao meu ver esse é um problema dos jovens de hoje. São muito impulsivos. Caio é um estudante de uma universidade, paga a mensalidade através do Prouni e precisa trabalhar. Ninguém paga suas contas e ele se vira sozinho. Mas acho que ele se precipitou. Por mais que eu estivesse junto não pude conter seu ímpeto, ele simplesmente vestiu o avental e começou a lavar louças.

Algumas semanas depois encontrei Caio no restaurante. Ele estava mais magro e cansado. Não é fácil pegar no pesado assim e ainda encarar uma faculdade à noite. Conversei com ele e disse que talvez valesse a pena esperar um pouco e procurar alguma outra coisa. Não é bom aceitar de cara a primeira oportunidade que aparece. Às vezes fazemos isso por conta do desespero, sem nos programar direito.

Ele acabou completando o primeiro mês e saiu do restaurante. Passou algumas semanas e achou uma vaga de assistente administrativo. Um cargo que tinha mais a ver com o curso que ele fazia. O salário é parecido, mas o ganho de experiência que ele tem é bem maior. Taí uma boa dica pra quem está procurando estágio: às vezes não é bom se desesperar por questões financeiras. Vale a pena pesquisar bem, se endividar um pouco, mas encontrar uma vaga de estágio que vá agregar conhecimento na sua área de estudo.

É isso, tenham todos uma boa semana e até a próxima coluna. Abraço!

Conheça mais sobre a história dos nossos personagens no nosso texto de abertura.

Acompanhe toda trajétoria de Geraldo
Amar pode ajudar a recuperar a motivação perdida
Tudo começa com um bom cumprimento
Cuidado com as atitudes na hora da entrevista
Saia cedo para entrevista

Esta matéria ajudou você?

Comentarios

Os comentários estão desativados.