21 / 10 / 2015

Minicurrículo: sua vitrine pessoal na Internet

Veja as dicas e aprenda a valorizar esse documento tão importante, que pode abrir portas para novas oportunidades. Citar competências e realizações ajuda a ter mais visibilidade Por Clarissa Janini
por
http://www.empregos.com.br

Você já ouviu falar em minicurrículo? Caso tenha participado, alguma vez, de processos seletivos via internet, é bastante provável que já tenha se deparado com um.

Trata-se de um resumo de seu currículo para facilitar a visualização do recrutador – que, ao invés de percorrer cada detalhe dos dados do candidato, checa primeiramente o minicurrículo para ter uma idéia geral das qualificações da pessoa. A maioria dos recrutamentos online dispõe dessa ferramenta, e não é diferente com o Empregos.com.br .

minicurriculosuavitrinepessoalnainternet

Ao realizar seu cadastro, você tem à disposição um espaço para colocar seus dados mais importantes em evidência, o que simplifica a procura do selecionador e ajuda você a estar em contato com empresas que realmente procuram por um profissional com o seu perfil.

“A principal vantagem do minicurrículo na hora da seleção é a praticidade”, diz Clarissa Simara, gerente de atendimento do Empregos.com.br . Ela afirma que a filtragem de cadastros é muito mais rápida e eficiente quando seu minicurrículo contém as informações necessárias e dispostas de maneira clara para a visualização do selecionador. “Recomendo que o candidato preencha seu minicurrículo de maneira sucinta e prática. Dados como experiência profissional, formação e funções que exerce devem ganhar mais destaque”. Não se esqueça de atualizar sempre seus dados, tanto no mini quanto no currículo tradicional, pois as empresas prezam por profissionais que estão preocupados em aprimorar suas capacidades constantemente.

Dicas para aperfeiçoar seu minicurrículo
Você já sabe que o minicurrículo é uma importante ferramenta de recrutamento e que ele é a primeira informação que o selecionador tem de seu cadastro. Como destacá-lo em meio a tantos outros com dados similares? Além do preenchimento básico, você pode aprimorá-lo seguindo as dicas de Marisa da Silva, consultora de carreiras da Career Center:

1 – Salário: Você pode, ao invés de colocar um salário fixo, deixar o valor em aberto para gerar futura negociação com o recrutador;

2 – Experiência: Comece seu relato mencionando a empresa mais recente em que trabalhou e depois as anteriores;

3 – Realizações: Você pode incluir suas principais realizações resumidamente. Por exemplo: participação do spin-off e start-up de empresa, controle de budget, negociação com bancos internacionais, entre outros. “Você deve chamar a atenção para o que faz bem, onde obteve mais resultados e, se possível, mencionar dados quantitativos de suas melhores realizações”;

4 – Supervisão: Também de forma resumida, você pode mencionar o que supervisionou na área administrativa e se gerenciou equipes – citando, claro, os resultados positivos;

5 – Ortografia: Não descuide do português. Você não precisa ser prolixo – pelo contrário, seja direto e claro, mas erros ortográficos irão depor contra todo o seu minicurrículo. “Peça uma revisão do texto com profissional especializado”, afirma Marisa.

 

Esta matéria ajudou você?

+ 3 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios