Levantando informações sobre as empresas

por
http://www.empregos.com.br

Quando você está à procura de emprego, é importante que se preocupe em fazer um bom currículo, em se preparar para conversar com o selecionador, provar suas habilidades e procurar o maior número de contatos e nomes de empresas possível para oferecer seu trabalho. Você já pensou que também é necessário fazer uma pesquisa para selecionar os alvos de sua busca?

Analise a situação: você manda currículos para diversas empresas, muitas delas desconhecidas, porque procura incessantemente uma oportunidade de emprego. É selecionado por uma dessas desconhecidas e consegue a contratação. Depois de alguns dias de trabalho, você percebe que a política da empresa não vai de encontro aos seus valores e que as possibilidades de ascensão são bastante remotas, diferentemente do que planejava para si. E então, como fica a sua motivação para continuar na empresa? E para recomeçar a procura por um novo emprego?

Essas decepções ocorrem na carreira de quem não tem o costume de conhecer a empresa antes de enviar o currículo ou aceitar um convite para uma entrevista. A ansiedade e o receio de ficar fora do mercado leva vários profissionais a tomar decisões precipitadas e incertas. Entretanto, hoje é possível, com o auxílio da internet e da imensa rede de relacionamentos e contatos que mantemos, obter informações preciosas sobre todas as empresas que nos interessam. Com isso, é possível conhecer a política e as oportunidades oferecidas para sua vida profissional, o que ajuda a eliminar de vez a possibilidade de meter os pés pelas mãos. “É primordial que o candidato saiba escolher a empresa antes de ser escolhido por ela. O processo seletivo é uma via de mão dupla”, afirma Lara de Almeida Prado, diretora da Companhia de Talentos.

É uma questão de segurança. Checar a credibilidade, a honestidade e a seriedade da empresa são fundamentais para não arriscar a sua própria imagem. Além disso, conhecer um pouco da empresa antes da entrevista é uma atitude que conta pontos diante do entrevistador. Além de ficar mais preparado para falar sobre como pode contribuir com o crescimento da organização e sobre outros aspectos que envolvam o dia-a-dia da empresa, o candidato demonstra mais interesse pela vaga.

Tatiana Wernikoff, consultora e sócia-diretora do IPO (Instituto de Psicologia Organizacional), diz que essa “lição de casa” hoje em dia é fundamental, tanto para se sair bem na entrevista quanto para decidir se é bom mesmo trabalhar naquela organização. “É uma forma de sabermos em que terreno estamos pisando”, completa a consultora. “Quanto mais dados tiver sobre a empresa, mais consciente o profissional estará. Assim, irá diminuir o impacto emocional em relação à realidade da situação”, explica. Por exemplo: se a entrevista acontecer em uma pequena sala alugada, você pode achar que a empresa é pequena. Mas, como buscou informações, sabe que trata-se de uma multinacional que está se instalando no Brasil, fará investimentos de bilhões de reais no país e que seu prédio ainda não ficou pronto. Parece fantasioso demais, não é? Mas isso acontece na vida real.

Levantar dados sobre as empresas não é uma tarefa muito fácil, mas existem algumas dicas que podem ajudar:

O que é preciso saber sobre a empresa?

  • Nome
  • Localização
  • Setor em que atua
  • Como se situa no mercado
  • Que os produtos e/ou serviços oferece
  • Quais são seus concorrentes
  • Reputação no mercado
  • Quais as mudanças ocorridas recentemente

O que avaliar?

  • Empatia: esse é o primeiro item a ser analisado. Conheça os valores que a empresa possui e se correspondem aos seus valores pessoais e profissionais. Procure saber também se o ramo de atuação da empresa corresponde ao da carreira que você escolheu e se o produto que ela comercializa lhe parece interessante. Se as respostas foram todas positivas, dê continuidade à sua pesquisa
  • Estrutura: Descubra se ela é uma fábrica ou um escritório e se segue algum tipo de hierarquia. Aproveite para conhecer também a sua cultura e sua imagem perante as pessoas
  • Origem: é importante saber o país ou a cidade onde a empresa nasceu. Muitas vezes, ela carrega consigo valores que vem do local de origem. Analise esses valores e veja se correspondem aos seus
  • Porte: pequeno, médio ou grande porte. Uma empresa média é mais organizada e estruturada que a pequena. Quanto menor o porte, menor também a possibilidade de exercer outras atividades dentro da organização. Uma empresa grande é ainda mais segmentada que a média e costuma possuir um departamento para cada função. Escolha o porte que mais lhe agrada e continue sua pesquisa
  • Filiais: Veja se a empresa é regional, nacional ou multinacional e a localização de suas filiais. Veja também se na empresa há mobilidade. Se você está disposto a ir para qualquer lugar a trabalho, essa pode ser uma empresa que combina com o seu perfil
  • Localização: Procure saber onde fica a empresa para a qual você está mandando o currículo. Se você mora em São Paulo e manda um currículo para uma empresa localizada no Rio Grande do Sul ou até mesmo em outro país, você passa a impressão de que está disposto a trabalhar em qualquer lugar do Brasil e do mundo. Se esse for seu objetivo…ótimo
  • Plano de carreira: Veja se a empresa lhe dá oportunidade de desenvolver sua carreira e o que ela oferece para promover isso. Lembre-se que, hoje em dia, algumas empresas não aderem mais a uma hierarquia de ascensão, mas a deslocamentos horizontais, nos quais você pode não só mudar de cargo, mas também de área. Se você considera a possibilidade de mudar de área para crescer, procure organizações com esse perfil
  • Benefícios: Muita atenção para esse item. Um salário promissor e uma gama de benefícios não especificam a qualidade da empresa. Dependendo dos benefícios, você pode perceber se a empresa cuida da educação dos funcionários, se é preocupada com a qualidade de vida ou se é arrojada

Fique atento para alguns detalhes:

  • Nunca invente informações a seu respeito para corresponder ao que a empresa exige. Toda mentira tem perna curta e, mais cedo ou mais tarde, essas qualidades inexistentes serão cobradas de você. O permitido é ressaltar, sem exageros, aquelas habilidades que são necessárias para exercer o cargo que você deseja
  • Não se iluda com a nomeação dos cargos de algumas empresas. Não existem nomes padronizados para algumas funções. Para evitar conclusões precipitadas, procure saber as funções que alguém que assume determinado cargo deve exercer. É dessa forma que você saberá se o cargo realmente condiz com sua habilidades

Para encontrar essas informações, você deve:

  • Acessar a Internet, ler revistas, jornais ou perguntar para colegas e funcionários -especialmente da área de Recursos Humanos – das empresas
  • Depois disso, faça um ranking das empresas que mais se encaixam em seus objetivos, levando em conta o plano de carreira que você elaborou para sua vida profissional
  • Fazer contatos com seus amigos para descobrir os e-mails certos para enviar currículos ou telefones para conversar com pessoas que decidem nessas empresas. Utilize seu marketing pessoal para se aproximar das pessoas que possam lhe abrir caminhos

É preciso que você saiba também como será a entrevista – individual ou em grupo – e quantas pessoas irão lhe entrevistar. Isso o deixará mais preparado e evitará qualquer tipo de “surpresa”. Procure também ler o jornal do dia ou uma revista de circulação nacional. Candidatos atualizados ganham pontos na seleção.

Tome cuidado pra não ser prepotente. Por já conhecer alguns dados da empresa você pode cometer o erro de achar que sabe tudo. “Numa entrevista não há espaço para prepotência, arrogância e timidez excessiva. Hoje, a humildade é considerada uma competência. Não falo de submissão, e sim, de dar ao outro o mesmo direito que você tem”, diz Tatiana.

Através dessa “lição de casa”, você poderá comparar suas expectativas com a realidade da empresa e descobrir se são compatíveis. Tenha a consciência de como você está, o que leva e o que busca encontrar nessa oportunidade. Afinal, a relação deve ser de parceria!

Esta matéria ajudou você?

+ 3 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios