23 / 10 / 2015

Intercâmbio? Não basta só arrumar as malas!

Se você decidir por uma vivência educacional ou profissional fora do país precisa estar atento a diversos detalhes.
por
http://www.empregos.com.br

Escolha do curso

  • Decida o objetivo principal do intercâmbio – experiência pessoal, aprendizado do idioma estrangeiro, férias ou entretenimento, formação profissional etc.
  • Defina a duração do intercâmbio – os programas variam de uma semana a dois anos.
  • Escolha o tipo de programa -high school, cursos de idiomas, cursos para profissionais, pós-graduação etc.
  • Selecione alguns países ou cidades de interesse (levando em conta os itens acima).
  • Informe-se sobre as opções de cursos disponíveis – as agências de intercâmbio, grosso modo, possuem convênio com instituições do exterior.
  • Esteja ciente dos custos e prazos da viagem. Planeja-se.

Mãos a obra
Cheque a qualidade do curso, da instituição e a infraestrutura oferecida – isso pode ser feito por meio da internet, de amigos ou com o apoio da agência de intercâmbio. É importante que a instituição de ensino no exterior seja credenciada pelos órgãos locais de educação e qualidade.

Inscrição
Este processo pode ser realizado em uma empresa de intercâmbio, muitas vezes, sem custos adicionais. As agências ajudam no preenchimento dos formulários de inscrição e transferência dos valores para o exterior.

Documentação e visto
Deve-se providenciar passaporte, foto, formulário de solicitação do consulado, comprovantes de suporte financeiro e de vínculo com o Brasil, comprovantes de confirmação do curso no exterior. É preciso verificar transporte (aéreo e terrestre), hospedagem e seguro saúde.

Antes de embarcar, não se esqueça de fazer o checklist:
1- Passaporte válido por, pelo menos, mais seis meses após o término da sua permanência inicial no país de destino;

2- Visto de entrada para o país de destino, caso seja necessário;

3- Autorização de viagem para menores desacompanhados;

4- Vacinas: alguns países exigem atestado internacional para certas vacinas, como a febre amarela;

5- Cópia da carta de confirmação do curso ou programa no exterior, detalhes da acomodação, voucher da agência de intercâmbio comprovando o pagamento do curso e telefones de emergência da instituição no exterior ou da acomodação;

6- Comprovante e telefones de emergência da assistência médica internacional;

7- Passagem aérea, com voos confirmados de ida e volta e telefone de contato da empresa aérea;

8- Cópias das primeiras duas páginas do seu passaporte, do visto e da passagem área. Em caso de extravio, a solicitação de uma segunda via fica mais fácil;

9- Bagagem: não exagere. As empresas aéreas limitam em apenas um volume (dois volumes para a maioria dos voos internacionais) de até 32 quilos por pessoa, mais uma bagagem de mão de até cinco quilos. Caso a bagagem exceda o peso fixado é cobrada uma taxa. Dica: identifique sua bagagem com nome, telefone e endereço do destino e diferencie-a com alguma marca, como uma fita;

10- Leve dinheiro para despesas pessoais na moeda do país de destino. Caso não seja possível, recomenda-se levar dólares americanos ou cheques de viagens (travel check) e fazer o câmbio ao chegar ao país de destino. Procure também levar cartões de créditos ou débito para emergências.

No exterior

  • Interaja com os habitantes locais.
  • Não tenha medo de falar errado, mas procure consertar seus erros.
  • Estude: o convívio com a língua é fundamental, mas não garante o aprendizado.

Fonte Bex Intercâmbio Cultural

Esta matéria ajudou você?

Topicos:

Comentarios