26 / 05 / 2012

Gestão Criativa

O aumento das MPEs no Brasil é de grande interesse do nosso governo, pois este é o caminho mais eficaz para acabar com o desemprego.
por
http://www.empregos.com.br

Lançado em 2003 pela DVS Editora e escrito por dois diretores e professores da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) – Victor Mirshawka e Victor Mirshawka Jr., a finalidade deste livro é a de apresentar as aptidões e competências que os empreendedores devem ter, bem como as práticas inerentes à criação de novos negócios, incluindo-se aí o gerenciamento de micro e pequenas empresas (MPEs) com enfoque para a realidade brasileira.

O aumento das MPEs no Brasil é de grande interesse do nosso governo, pois este é o caminho mais eficaz para acabar com o desemprego. Atualmente as MPEs já absorvem quase 65% da mão-de-obra brasileira e representam 97% das novas organizações abertas no País. E estes números não são finais, pois ainda existem enormes possibilidades de expansão das MPEs no Brasil quando comparados com a representatividade das MPEs de países como o Canadá, Espanha ou Taiwan nos quais elas geram 60% ou mais do PIB.

O conteúdo deste livro evidencia também que os empreendedores das MPEs do futuro deverão praticar o pensamento sistêmico, utilizar cada vez mais a criatividade e estar tremendamente atentos à nova maneira de fazer negócios fundamentando-se na crescente velocidade da informação. Aliás, a simples existência da Internet permite às MPEs operarem em interação eletrônica com os clientes, fornecedores e demais entidades de mercado, como se fossem grandes empresas.

Trabalhando os conceitos dos 6 cs – Convergência, Complementaridade, Companheirismo, Confiança, Compreensão e Circunstância – a obra possui um verdadeiro “guia” para quem deseja abrir o seu próprio negócio com segurança, dicas de grandes empreendedores, de maneira sistemática, aumentando a probabilidade de sucesso.

“Os empreendedores bem-sucedidos são de todo tamanho, forma e personalidade. Porém, existe um denominador comum entre eles: os empreendedores são aquelas pessoas que, recebendo a mesma informação que muitos outros indivíduos, enxergam coisas que estes últimos não conseguem vislumbrar”. A definição, elaborado pelos próprios autores a partir das diversas fontes de pesquisa consultadas, ilustra a abertura de um dos capítulos do livro.

A proposta do livro é incentivar o lado empreendedor das pessoas, a partir de informações úteis e referenciadas. “Estamos vivendo um momento de alta competitividade em que as empresas e os profissionais precisam, mais do que nunca, desenvolver seus potenciais criativos para superar obstáculos e sobreviver. Muitas pessoas criativas acabam por tornar-se o que chamamos de intra-empreendedores – profissionais que alavancam mudanças em seus ambientes de trabalho, redesenham processos, criam novos produtos, transformam culturas de forma positiva. Uma parcela considerável deste universo, por iniciativa ou circunstâncias de vida, uma hora partem para o próprio negócio – querem transformar um sonho em empresa – e é aí que está a força de geração de riqueza para a economia do país. É para contribuir com essas pessoas e este processo que escrevemos o Gestão Criativa – Aprendendo Com os Mais Bem – Sucedidos Empreendedores do Mundo “, define Victor Mirshawka Junior.

Os autores:

Victor Mirshawka é engenheiro eletricista formado na Escola de Engenharia Mackenzie, em 1964, e mestre em Estatística Aplicada pela Universidade de São Paulo, em 1979. Professor universitário, nas disciplinas de Cálculo Numérico e Computação, Estatística e Pesquisa Operacional. Autor de diversos livros nas áreas de Gestão da Qualidade, Administração Educacional, Estatística, Pesquisa Operacional e Criatividade. Fez diversas visitas técnicas e cursos de aperfeiçoamento nos EUA e Europa, além de ter ministrado inúmeras palestras para empresas e instituições de ensino. É atualmente diretor cultural da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

Victor Mirshawka Junior é engenheiro eletrônico formado pela Faculdade de Engenharia da FAAP, em 1991, e mestrando em Tecnologia Educacional, pela Universidade de Syracuse. Foi responsável pela implantação do currículo da disciplina Criatividade, na Faculdade de Engenharia, assumindo posteriormente a mesma nas Faculdades de Direito e Computação e Informática. Autor de livros nas áreas de Qualidade e Criatividade, vem aplicando os conhecimentos desenvolvidos na FAAP, também como consultor em empresas que buscam inovação. Ocupa atualmente a posição de diretor da Faculdade de Computação e Informática com bacharelado em Sistemas de Informação da FAAP.

Esta matéria ajudou você?

+ 1 pessoa ajudada

Comentarios