08 / 11 / 2013

Funcionário motivado rende mais

Estudo realizado com 30 mil pessoas de 15 países detectou que equipes motivadas são 50% mais produtivas.
por
http://www.empregos.com.br

Por Rômulo Martins

Antídoto contra o mal-estar ou ironia do destino? Grande preocupação do mundo corporativo, o stress tornou-se a mola propulsora que mobilizou as empresas, hoje mais atentas ao ambiente motivacional e à qualidade de vida dos colaboradores. Mas nada é por acaso. Uma pesquisa realizada pela consultoria Right Management confirmou o que as companhias já haviam percebido: funcionário motivado rende mais.

Após consultar cerca de 30 mil pessoas de 15 países, sendo 100 delas brasileiras, o levantamento detectou que pessoas motivadas são 50% mais produtivas. Segundo a talent manager Marisabel Ribeiro, equipes que se conhecem bem, entendem quais são os interesses individuais dos colegas de trabalho, por isso sentem-se motivadas e produzem mais.

Ela afirma que é preciso estar próximo do funcionário para mobilizá-lo e descobrir o que o motiva: “As empresas que possuem seus departamentos de Recursos Humanos mais fortalecidos buscam justamente isso. Promovem o autoconhecimento, utilizam o coaching como ferramenta para o desenvolvimento de líderes para conhecer mais intimamente o que motiva os seus colaboradores”.

Escala de valores
De acordo com o estudo, o principal fator que leva à motivação dos profissionais é estar em conformidade com os principais valores da empresa. Os outros dois fatores que influenciam as pessoas de forma positiva são: saber que os clientes valorizam os produtos e serviços da companhia e ter as opiniões levadas em consideração pelos chefes diretos.

Também na lista de fatores que deixam os profissionais motivados aparece a questão de entender exatamente o que a empresa espera do trabalho dos profissionais e compreender como podem contribuir para atender às demandas dos clientes. A remuneração, por sua vez, aparece em sexto lugar no ranking de comportamentos que influenciam a motivação dos profissionais. “O clima organizacional tem sido muito valorizado pelas organizações, o que não quer dizer que os funcionários não dão valor à remuneração. Ocorre que antes as pessoas trabalhavam muito mais por dinheiro do que hoje”, esclarece Marisabel.

Segundo ela, a criação de ambientes de trabalho motivacionais e harmônicos faz parte de um movimento global no meio corporativo impulsionado principalmente pela geração Y – os nascidos a partir de 1978. A talent manager ressalta: “O funcionário que consegue ajustar o seu biorritmo ao trabalho torna-se mais completo em suas atividades. Dessa forma, traz a motivação junto com ele, pois atinge seus interesses e necessidades”.

Esta matéria ajudou você?

+ 4 pessoas ajudadas

Comentarios