08 / 02 / 2014

Comunique-se

Saber falar e escutar é importante em qualquer relação pessoal, e na vida profissional não é diferente. Se comunicar eficientemente é fundamental para quem quer ter um bom desempenho no trabalho. E há algumas regras básicas para aprimorar sua comunicação. Confira.
por
http://carreiras.empregos.com.br/

Saber falar e escutar é importante em qualquer relação pessoal, e na vida profissional não é diferente. Se comunicar eficientemente é fundamental para quem quer ter um bom desempenho no trabalho. E há algumas regras básicas para aprimorar sua comunicação. Confira.

Existe hora de falar…


Não enrole:
quando for falar sobre alguma ideia, não precisa contar todo o processo que o levou a tal proposta. Concentre-se em explorar os benefícios que sua sugestão trará e vá direto às conclusões.

Seja claro: não adianta fazer um discurso brilhante se depois de uma hora ele será esquecido. Você deve assegurar que o ouvinte entendeu exatamente o que disse e gravou sua mensagem. Para isso, basta falar a língua dele. Adapte seu discurso à faixa etária, formação, interesses e expectativas do receptor. Evite termos difíceis de serem compreendidos, gírias, expressões vulgares, jargões ou expressões que o receptor não conhece.

… e também de escutar

Não prejulgue: espere até a ideia do outro ser completada para formar sua opinião a respeito.

Guarde a informação: e para gravá-la só tem um jeito: preste atenção. Se sua memória não for boa, anote ou peça por escrito. Além de ajudar a retomar a comunicação a partir dos pontos importantes, recordar o que foi conversado torna o trabalho eficiente.

Tenha interesse pelos outros: admitir que os outros também têm boas ideias é o primeiro passo para escutar o que têm a dizer.

Escrever não é falar!

Estude sua língua: é preciso dominar o vocabulário, a gramática e a construção de sentenças. As maiores falhas na comunicação escrita ocorrem quando se escreve da mesma forma que se fala.

Revise: para encontrar e corrigir erros, leia e releia suas mensagens antes de enviá-las. Se possível, redija o texto, espere um pouco, releia, e aí sim, envie.

Peça ajuda: se o assunto for muito importante, talvez seja interessante pedir para que um terceiro leia sua mensagem e avalie o nível de entendimento e clareza do texto.

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia concluiu que 93% da eficácia da comunicação depende da voz, gestos e expressões corporais. O gesticular é a sinalização do que uma pessoa sente. Por exemplo: uma posição ereta com braços voltados para quem está falando dá a noção de acessibilidade e entusiasmo. Já braços cruzados ou ombros caídos causam efeito contrário. Tenha cuidado com a posição desleixada e bocejos.

A voz é um dos elementos mais importantes para passar a interpretação desejada. Por isso, é importante dominar o tom, o volume e a entonação. O tom grave gera sensação de seriedade e firmeza para o ouvinte. Então, não adianta usá-lo para entusiasmar a equipe. É melhor, nesse caso, optar pelo tom mais leve e agradável.

O segredo para a comunicação eficiente é saber combinar e variar esses elementos de acordo com a informação e a percepção que quer dos outros. Boa sorte na aplicação!

Esta matéria ajudou você?

Topicos:

Comentarios