22 / 10 / 2015

Como Avaliar sua Empregabilidade

Saber o que o mercado quer, a qualquer momento, é a chave da alta empregabilidade.
por
http://www.empregos.com.br

Por Laerte Leite Cordeiro*

 

Um dos mais tradicionais e competentes “headhunters” brasileiros, SIMON FRANCO, em matéria recente, publicada na Revista “O Administrador”, definiu empregabilidade como “a capacidade de se fazer cobiçado pelo mercado”.  Em outras palavras. Empregabilidade é o nível de atendimento, por parte de qualquer executivo, das contínuas e mutáveis exigências profissionais impostas pelo mercado de trabalho.

O importante para um executivo, portanto, qualquer que seja sua área de atuação, será então manter permanentemente alta sua Empregabilidade, significando que ele sempre deverá ter, para oferecer, um conjunto integrado de qualificações que as empresas venham a buscar no mercado ou nos próprios quadros.

Hoje em dia não basta apenas a competência técnica na área de opção, para assegurar alta empregabilidade; o mercado quer mais do que isso. Quer também a competência gerencial que leva a resultados e a competência humana e cultural que leva à produtiva relação com pessoas e organizações.

A grande questão para cada profissional hoje em dia é saber como anda sua empregabilidade e como testá-la, sempre visando à atualização dos seus ativos profissionais e à compatibilização com as demandas empresariais. Saber o que o mercado quer, a qualquer momento, é a chave da alta empregabilidade.

Dentre as formas de avaliação mais conhecidas e eficazes, parecem mais importantes:

  • 1. Atender aos convites eventuais de “headhunters” para participação em processos de seleção de executivos para seus clientes, com isso sendo informado, na prática, sobre aquilo que o mercado procura.
  • 2. Assistir a cursos e palestras em sua área de atuação para sentir o que há de novo em seu campo de trabalho, permitindo-lhe “encorpar” o conjunto de seus ativos profissionais e ganhar mais empregabilidade.
  • 3. Acompanhar de perto os anúncios de recrutamento dos jornais e revistas, visando  identificar os requisitos estabelecidos pelas empresas para os executivos que pretendem contratar.
  • 4. Pesquisar nos livros e artigos de revistas especializadas em Administração de Empresas e em Gestão de Pessoas sobre as inovações e recomendações dos autores quanto ao que se espera de bons e atualizados executivos.
  • 5. Participar de Associações Profissionais nas quais os debates e as discussões de temas ligados à atividade executiva, possam explicitar as qualificações essenciais para o perfil do executivo profissional de sucesso.
  • 6. Frequentar Congressos, Simpósios, Reuniões, Palestras e Fóruns, nos quais sejam examinados assuntos que levem, afinal, ao conhecimento do que as empresas irão cobrar no desempenho dos profissionais no mercado.
  • 7. Manter sempre os canais abertos para aquelas pessoas que compõem o seu network pessoal, de forma a que elas possam servir como “informantes” de tudo quanto as empresas e o mercado de trabalho executivo venham a requisitar dos profissionais militantes.

O trabalho de manter-se alerta para as mudanças das exigências do mercado de trabalho é essencial para que qualquer executivo possa manter alta a sua empregabilidade. E manter alta a sua empregabilidade é extremamente saudável para o executivo em momentos de mudança de emprego, assim como para assegurar seu crescimento hierárquico na empresa na qual atua.

Lamentavelmente, porém, um grande número de executivos só passa a se preocupar com sua empregabilidade quando seu emprego entra em risco ou, quem sabe já muito tarde, quando o desemprego bate à porta.

A recomendação é, pois, para que todo executivo procure continuamente testar sua empregabilidade, enfatizar os seus pontos altos e rapidamente melhorar aqueles aspectos de seu perfil que o afastem do interesse do mercado. A acomodação ou o desconhecimento podem levar até mesmo a um desastre em sua carreira.

*Laerte Cordeiro é coach sênior de carreiras, mestre em administração e diretor da Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos.

Esta matéria ajudou você?

+ 3 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios