21 / 10 / 2015

11 maneiras de manter o entusiasmo durante a busca por emprego

Procurar emprego não é uma tarefa fácil, mas organização, determinação e auto-estima elevada podem ser o caminho conquistar uma oportunidade
por
http://www.empregos.com.br

Por Camila Micheletti

Organização, determinação e auto-estima elevada podem ser o caminho para o seu novo emprego.

Acredite! Suas atitudes, postura e comportamento podem fazer com que você aproveite – ou perca – boas oportunidades.

Procurar emprego não é uma tarefa fácil. Essa busca passa a ser o seu trabalho, a sua ocupação. Deixemos claro que um trabalho temporário, mas um trabalho. Um dos mais cansativos e estressantes que existe, mas que também faz parte do jogo.

procuraremprego

Apesar disso, é possível e necessário manter-se bem, pessoal e financeiramente, enquanto se está procurando um emprego. Basta conferir as dicas de Antonio Carlos Teixeira da Silva, especialista em criatividade e inovação, de Leila Navarro, conferencista de motivação e empreendedorismo e de Ricardo Estevam, Psicólogo e terapeuta empresarial:

1. Os motivos. Em primeiro lugar, tente descobrir quais foram as causas da sua demissão. É muito importante que você saiba isso para que possa melhorar as suas falhas. Ou então, para certificar-se de que você é um bom profissional e que foi vítima de um corte de custos ou de uma mudança de estratégia em virtude de uma fusão, por exemplo.

2. Conte para a sua família e ouça o que ela tem a dizer. O apoio deles é fundamental para seu sucesso em mais esta empreitada. Sozinho, fica muito mais difícil você atingir seus objetivos.

3. Busque trabalho, não emprego. Infelizmente, a maioria das pessoas procura um emprego (13º salário, FGTS, estabilidade) e não um trabalho. Com isso, encaram o empregador como um pai e não apenas como o patrocinador do desenvolvimento do talento.

4. Planeje. É preciso fazer um planejamento estratégico para a sua semana, para a sua vida, como se você fosse uma empresa. Crie uma planilha, coloque metas e prazos e deixe em local bem visível. Assim, você não perde o foco e mantém seu entusiasmo renovado.

5. Cuide das suas contas. Neste momento, é fundamental ter em mente que todos os gastos supérfluos devem ser cortados. Gaste o mínimo, organizando uma planilha de custos para o seu orçamento doméstico. Não se esqueça de incluir nenhuma despesa mensal: água, luz, telefone, aluguel, impostos, escola, plano de saúde, e também os pequenos gastos diários ou semanais.

Ao fechar o mês, revise os seus gastos. Você vai se surpreender com a quantia de dinheiro que pode economizar, sem fazer tanto esforço. Cuidado também com cartão de crédito e o cheque especial. A idéia de comprar para pagar em várias vezes pode ser tentadora, mas resista: a cobrança de juros costuma ser muito alta. Prefira pagar todas as compras à vista, assim você tem a noção exata de quanto está gastando.

6. Desenvolva uma estratégia de marketing para você. O seu trabalho é encontrar um emprego. Para isso é preciso destacar as vantagens do produto, que no caso, é você. Faça sua propaganda como se estivesse defendendo uma marca ou uma empresa.

7. Ative sua rede de contatos. Mesmo. É preciso se mostrar, ligar para as pessoas e se colocar à disposição para entrevistas, almoços e tudo mais que puder gerar bons frutos. Muitas pessoas ficam com vergonha, sentem-se inferiores por estarem desempregadas, abandonam o círculo de amizades e acabam por perder grandes oportunidades de dar uma guinada na vida. Estar desempregado não é demérito nenhum, é apenas uma situação. Circule!!

8. Atualize-se! Não fique parado esperando o tempo passar. Faça cursos. Precisa explicar o motivo?

9. Cuide da sua saúde. Estar desempregado é estressante, por isso procure fazer uma atividade física, manter-se em contato com a natureza e realizar atividades que lhe dêem prazer. Continue com o seu lazer. A mente agradece.

10. Encare cada nova entrevista como se fosse a primeira. O seu momento vai chegar, mas para isso acontecer você precisa ser o primeiro a acreditar e confiar no seu potencial.

11. Treine a entrevista antes. Sabe aquele parente ou amigo que já participou de vários processos seletivos ou mesmo trabalha com RH? Que tal sentar com ele em um local tranqüilo e fazer uma demonstração de como seria a entrevista? Ele pergunta, você responde. Mas lembre-se: seja paciente, humilde e saiba ouvir as críticas.

Lembre-se: a baixa auto-estima piora seu desempenho nos processos seletivos. É preciso acreditar que a gente nunca perde. Sempre haverá trabalho para quem é competente. Boa sorte!

 

Esta matéria ajudou você?

Comentarios

Os comentários estão desativados.