26 / 10 / 2015

10 gafes que arranham sua imagem profissional

Equívocos clássicos podem gerar conflitos no trabalho e levar inclusive à demissão
por
http://www.empregos.com.br
As empresas encontram seu CV e nós te avisamos!

Por Rômulo Martins

Há coisas que nunca saem de moda. Uma delas é a etiqueta corporativa. Pena que muitos profissionais vivem esbarrando nas regras (nem sempre documentadas) do bom convívio.

Geram animosidades e comprometem o rendimento no trabalho. “A competência técnica é essencial para ocupar um cargo, mas é o comportamento que vai indicar se o profissional se manterá na empresa e será promovido ou não”, avisa Daniela do Lago, professora da Fundação Getúlio Vargas.

gafesprofissionais

 

Segundo Mary Cássia Batista de Siqueira, coordenadora do curso de Gestão em Recursos Humanos da Veris Faculdades, além de afetar a imagem profissional, uma conduta inadequada quebra a relação de confiança entre empresa e cliente. “Se por um lado falta mão de obra qualificada para ocupar alguns postos, por outro há uma competição acirrada no mercado de trabalho”, alerta.

As consequências de atitudes impróprias no meio empresarial, contudo, nem sempre ocorrem instantaneamente. De forma sutil, seu chefe pode tirar responsabilidades suas por entender que seu comportamento é incompatível com dada tarefa.

Pode ainda transferir você de área ou mudar para um cargo de menor importância e visibilidade. Nem por isso vai se sentir necessariamente na obrigação de lhe dizer a real causa das decisões.

De acordo com Daniela, é o profissional quem deve avaliar suas posturas. Menos atribuições no trabalho, diz ela, indicam pouco crédito. O próximo passo pode ser a demissão. “Tropeços na carreira são inevitáveis”, admite a especialista em comportamento corporativo. “Todavia, torna-se difícil reverter uma situação quando já se criou uma imagem desfavorável”, adverte.

Daniela e Mary apontam os deslizes mais comuns no ambiente de trabalho. Preste atenção para não cair em nenhum deles.

1. Usar o telefone ou celular sem critérios
Falar alto ao telefone atrapalha a concentração do colega ao lado ou irrita o cliente à espera de atendimento. Tão desagradável quanto interromper uma reunião para atender ao celular que deveria estar desligado ou no vibra call.

2. Atrasar-se habitualmente
Atrasos podem ser interpretados como falta de organização e planejamento ou desinteresse no trabalho. A empresa pode ainda perder oportunidades de negócio por conta deste deslize.

3. Tomar o espaço do outro
Alguns profissionais não se organizam o suficiente para usar o ambiente a eles destinado. Quando a mesa se transforma em pilhas de papel e documentos não há mais lugar para colocar seus pertences. Por isso, utilizam erroneamente o espaço alheio.

4. Fazer rádio-peão (nos corredores e nas redes)
Falar mal do chefe ou da empresa, além de ser antiético, é uma das principais causas de demissão. Fazer comentários maldosos sobre o colega de trabalho, do mesmo modo, arranha a imagem profissional. O perigo aumenta quando informações são registradas nas redes sociais. Especialistas recomendam muito cuidado com os desabafos.

5. “Esquecer” do trabalho
Alguns profissionais vão até a área de café para tomar um lanche ou aliviar um pouco a tensão e perdem a noção do tempo. Demonstram falta de compromisso e responsabilidade e acumulam trabalho. Outros passam grande parte do tempo na internet pesquisando assuntos de ordem pessoal.

6. Enviar e-mails com erros grotescos de português
É preciso cautela com abreviações. Elas podem causar erros de interpretação. Não se deve enviar mensagens ao chefe, colegas e clientes como se estivesse conversando com um amigo pelo Messenger. O e-mail visa à otimização do trabalho. Analise a sua pertinência e o releia antes de enviá-lo.

7. Fazer da mesa de trabalho a área de café ou a “estante” de casa
Comer na mesa de trabalho é anti-higiênico. Pode gerar danos à saúde e conflitos. Deteriora ainda os recursos do trabalho. Da mesma forma, poluir a mesa com fotografias, imãs, bilhetes etc não condiz com uma conduta profissional. Tenha bom senso ao colocar qualquer objeto pessoal na mesa de trabalho.

8. Esquecer ou errar o nome do cliente
Uma das situações mais embaraçosas é não lembrar ou errar o nome do cliente. Revela falta de atenção e de interesse. Caso considere necessário, anote o nome discretamente para não escorregar.

9. Cumprimentar com intimidade
Este tipo de deslize, na maioria das vezes, é cometido por ingenuidade ou falta de conhecimento da etiqueta corporativa. A regra é cumprimentar com um aperto de mão. A iniciativa do beijo deve ser sempre da mulher.

10. Vestir-se inadequadamente
Muito se fala sobre trajes no ambiente de trabalho, no entanto, o assunto continua atual. O fato é que ainda há pessoas – principalmente mulheres – que vão ao trabalho como se estivessem indo a uma festa. O exagero se estende à maquiagem, aos acessórios, ao perfume.

Por outro lado, existem profissionais que não cuidam da imagem. Cabelos e barbas devem estar sempre bem feitos, sapatos engraxados, roupas bem passadas. O tipo de traje vai depender muito do perfil da empresa, mas uma coisa é certa: você não deve chamar mais atenção que a sua competência.

Esta matéria ajudou você?

Comentarios