26 / 10 / 2015

Estudante universitário – deixar emprego para encarar estágio?

Segundo especialistas é necessário ter clareza dos objetivos de carreira antes de fazer escolhas.
por
http://www.empregos.com.br

Deixar um empregorazoavelmente estável para estagiar na área de formação é um dilema enfrentado por muitos jovens. Vale a pena largar o “certo” pelo “duvidoso” em nome do que você imagina ser um sonho profissional? Para especialistas é preciso ter certeza dos objetivos de carreira e consciência de que qualquer mudança trará perdas e ganhos.

“Se o dilema for em função do salário é melhor não mudar. Quem tem certeza do que quer vai trocar (o emprego pelo estágio) sem titubear, mesmo que os rendimentos diminuam pela metade”, afirma Ruy Leal, superintendente geral do Instituto Via de Acesso, organização não-governamental que prepara jovens para o mercado de trabalho.estudanteuniversitariodeixarempregoparaencararestagio

Segundo Leal, a decisão deve ser tomada ainda com base no tipo de experiência que o estágio tem a oferecer ao acadêmico. “Estão em jogo as atividades que o estudante irá desenvolver. É preciso investigar antes se o programa é bem elaborado. O que vale é o aprendizado, não o valor da bolsa.”

Mais chances
Tania Casado, professora de gestão de carreira da FIA, diz que muitas empresas usam o programa de estágio para contratar ao fim da temporada. Para ela, um emprego que fuja muito das expectativas de carreira do estudante deve ser trocado por um estágio. “Mas ele vai ter de se planejar, já que vai trocar resultados de médio ou longo prazos (emprego) por resultados de curto prazo (estágio).”

Quem optar por permanecer no emprego para buscar uma oportunidade na área após a conclusão da faculdade pode encontrar nos projetos experimentais uma alternativa interessante para comprovar experiência. “O contato com professores é uma excelente porta para o mercado de trabalho”, aponta Tania.

Ela destaca, no entanto, que qualquer escolha tem seus prós e contras. “Optando pelo emprego, o estudante terá de conciliá-lo com a faculdade e os projetos experimentais. Talvez não vá sobrar tempo para o lazer. Por outro lado, um estágio pode não trazer os rendimentos desejados.”

Perfil
Segundo Tania Casado, da FIA, as empresas buscam o seguinte perfil de estagiário:

  • – Que possui melhor desempenho acadêmico (melhores notas)
  • – Que saiba transferir o conhecimento acadêmico à realidade das organizações;
  • – Que possui comportamento ético, ou seja, é consciente do seu papel dentro e fora do universo corporativo.

*Essa reportagem foi sugerida pela internauta Fernanda Alcantara.

Esta matéria ajudou você?

+ 116 pessoas ajudadas
Topicos:

Comentarios