A procura do candidato ideal para suas vagas em aberto? Anuncie no Empregos.com.br[close]

Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Como se tornar um líder servidor
Autor:
James Hunter
Editora:
Sextante
R$
19,90 - preço sujeito à alteração. Consulte o site da editora.

Após o sucesso de O monge e o executivo , que explora a liderança empresarial como um processo de aprendizado e ensinamentos, o consultor norte-americano James Hunter lança Como se tornar um líder servidor - os princípios de liderança de O monge e o executivo . A obra explica como aplicar no dia a dia os preceitos da técnica, desde uma auto-reflexão transformadora até o bê-a-bá para exercer a prática junto aos liderados. Mas o autor é enfático ao lembrar que não basta apenas ler o livro, é preciso estar motivado a realizar mudanças interiores que irão consequentemente refletir em suas atitudes. "Você não vai se tornar um líder melhor apenas com a leitura deste livro!", avisa. "Você deve estar disposto a explorar antigos comportamentos, identificando e mudando o que for necessário e começando a aprender novos hábitos quando for o caso". Ele define como insanidade o ato de "continuar fazendo o que você sempre fez e esperar resultados diferentes".

A obra é indicada a todos aqueles que desejam evoluir na arte de comandar e capacitar seres humanos para serem pessoas melhores. Porque, como explica o autor, há um abismo de diferenças entre ser chefe e ser líder. "O que define a palavra liderança é a capacidade de influenciar os outros para o bem. As equipes realmente eficazes não são comandadas por ditadores ou autocratas". Possuir um cargo de chefia não é sinônimo de autoridade - para o autor, este patamar é somente atingido quando você consegue influenciar as pessoas ao seu redor, ganhando respeito e credibilidade.

Se você realmente está disposto a se esforçar para mudar seus hábitos e se tornar um verdadeiro líder, não deixe de ler e aplicar os conceitos de Como se tornar um líder servidor. E depois responda à pergunta que é o teste supremo de liderança, apontado por Hunter: seus liderados cresceram e se desenvolveram em conseqüência da sua influência? Caso responda afirmativamente, significa que você conseguiu entender e praticar todos os conceitos da liderança servidora com excelência.

As qualidades de liderança
Hunter afirma no livro, assim como em seus seminários, que o amor deve ser praticado rotineiramente pelos que desejam alcançar excelência tanto na vida profissional como na pessoal. Mas ele avisa que não é o amor romântico entre duas pessoas, e sim o ato de amar o próximo e tomar atitudes que elevem as pessoas a seu redor. Em sua definição, o amor é "o ato de se pôr à disposição dos outros, identificando e atendendo suas maiores necessidades, sempre procurando o bem maior". Ele lista oito qualidades do amor que representam a essência da liderança servidora:

- Paciência
Na visão do autor, paciência é sinônimo de autocontrole e disciplina. É saber controlar o impulso natural que muitas vezes nos leva a tomar atitudes que fogem ao nosso padrão moral. Ele se pergunta por que a maioria das pessoas consegue ter paciência em situações críticas com o presidente da empresa e clientes, mas dificilmente mantém a mesma postura com seus subordinados. "Para nos tornarmos líderes efetivos é preciso desenvolver o hábito de reagir de acordo com os princípios morais".

- Gentileza
Pequenas demonstrações de amabilidade podem surtir grandes resultados em suas relações interpessoais. "William James, o grande filósofo e psicólogo americano, ensina que os seres humanos têm necessidade de ser apreciados". Portanto, nunca se esqueça de exercitar sua capacidade de ser gentil com o outro, agindo da maneira como gostaria de ser tratado.

- Humildade
"No meu dicionário pessoal, 'humildade é a demonstração de ausência de orgulho, arrogância ou pretensão; comportamento autêntico'", define Hunter. Para ele, pessoas humildes sabem reconhecer seus erros e não têm medo de enaltecer os feitos de outros. Ao contrário dos arrogantes, sabem que o mérito por bons resultados deve ser dividido de forma justa e não necessitam de autopromoção, pois são pessoas seguras de suas capacidades.

- Respeito
Ter respeito implica, primeiramente, em ter consideração pela pessoa e levá-la a sério. Um bom líder, guiado pela idéia de que o amor eleva as pessoas, deve se esforçar para tratá-las com igualdade e creditá-las com a devida importância. "Uma maneira eficaz de os líderes demonstrarem respeito pelas habilidades e capacidades da outra pessoa, e com isso construírem uma relação de confiança, é delegar responsabilidades. É a única maneira de as pessoas crescerem e se desenvolverem".

- Altruísmo
Não pode se tornar um líder servidor alguém que não esteja disposto a ceder e muitas vezes sacrificar a própria vontade em nome dos outros. Lembre-se de que você precisa se esforçar para mudar a si mesmo em nome de um bem maior. "Quando você se candidata a líder, tem de fazer isso", diz o autor.

- Perdão
Um líder só pode ter êxito como tal se souber desenvolver a capacidade de perdoar os outros, de não alimentar ressentimentos. Isso porque, em sua função, você inúmeras vezes terá de confrontar situações que podem não lhe agradar e terá de lidar com pessoas que nem sempre agem de modo correto. "Por isso, é essencial aceitar as limitações nos outros e ter uma enorme capacidade de tolerar a imperfeição".

- Honestidade
Honestidade, integridade e confiança parecem ser um consenso sobre as características primordiais de um líder. Mas será que, na prática, a honestidade flui tão facilmente? Ou na sua empresa existe uma política de proteção a alguns funcionários e "panelinhas"? Hunter também afirma que faz parte da cartilha da honestidade ser direto na comunicação com os liderados, mesmo quando o assunto não é dos mais agradáveis. "Transmitir más notícias de uma forma objetiva e honesta é a oportunidade perfeita para desenvolver uma relação de confiança e credibilidade".

- Compromisso
Por fim, o autor cita como competência essencial do líder o comprometimento, ato de seguir suas convicções e manter a palavra em suas atitudes. "Compromisso é ter a coragem moral de fazer a coisa certa, independentemente das relações de amizade ou outras alianças, mesmo que seja impopular ou implique risco pessoal".


Error processing SSI file

 


Receba informações no seu e-mail sobre RH e o mundo corporativo