A procura do candidato ideal para suas vagas em aberto? Anuncie no Empregos.com.br[close]

Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.


Como a retenção de talentos pode ser a chave para o sucesso financeiro de sua empresa
por Roger E. Herman*

Toda vez que você perde um funcionário de valor, sua empresa perde em resultado. Por isso, é importante estabilizar sua força de trabalho para que sua empresa gere mais lucro.

Recursos humanos? Lucros? Sim, existe uma relação entre eles! Substituir um funcionário pode ser bastante caro. Em primeiro lugar, você talvez tenha de pagar horas extra ou contratar temporários para preencher a lacuna formada. A produção encarece - se é que você ainda consegue produzir o que era esperado. Perder prazos pode custar muito… às vezes, pode até mesmo lhe custar um cliente.

Recrutar, selecionar e contratar um novo funcionário faz você perder tempo e dinheiro (e como essas duas coisas fazem falta!). Depois, quando você finalmente encontra alguém que acha que vai dar certo, ainda tem de investir um bocado em treinamento e team building até que o novo funcionário atinja os níveis esperados de produtividade. Enquanto isso, a vida - e a concorrência - continua. Infelizmente não existe um botão de "pausa" que possamos pressionar até que as coisas entrem nos eixos novamente.

Os benefícios da estabilidade

Quando você tem uma força de trabalho estável, você também possui uma boa moral interna. As pessoas se conhecem, relacionam-se e trabalham bem juntas. Esse tipo de relacionamento mostra todo o seu poder em situações críticas, como grandes pedidos "para ontem" e problemas na linha de produção, por exemplo. É mais provável que as pessoas se mobilizem para trabalhar intensamente e ajudar uns aos outros quando se conhecem e acreditam no apoio mútuo.

A continuidade é inestimável. Quando as pessoas têm um certo tempo de casa, há uma espécie de fluxo que mantém tudo funcionando. Todos sabem onde estão as coisas, como o trabalho é feito, como solucionar pequenos problemas que surgem uma vez ou outra. Há uma espécie de "memória" corporativa sobre essas coisas que tornam todas as operações mais eficazes. A confiança é maior e, logo, a produtividade também é alta.

Você, seus gerentes e supervisores não têm que se preocupar em contratar e treinar novos funcionários a todo momento. Você pode investir seu tempo na geração de pedidos, na comunicação positiva com seus clientes e no trabalho mais próximo com seus funcionários. O investimento de treinamento destina-se ao aprimoramento das habilidades das pessoas que conhecem o negócio e desejam reforçar suas aptidões a fim de contribuir.

Pode até parecer óbvio, mas a melhor maneira de reter boas pessoas é contratar boas pessoas - mas você ficaria surpreso se soubesse o número de companhias que contratam apenas para preencher posições. Elas não se importam com o real talento individual ou com o quanto cada um está interessado no trabalho da empresa.

Não faz sentido contratar alguém que já vai sair dentro de algumas horas, alguns dias, algumas semanas ou até mesmo daqui a poucos meses. Evite esses candidatos. Concentre-se nas pessoas que se "encaixam" em sua empresa, naquelas que realmente querem fazer parte. Contrate aqueles que procuram uma carreira e não somente um emprego.

Sim, pode demorar um pouco até encontrar a pessoa correta. Vale a pena selecionar adequadamente a fim de contratar somente os mais apropriados. Não invista dinheiro em pessoas que não serão leais e que não vão se dedicar. Faça com que se torne um privilégio trabalhar em sua empresa. Os melhores militares querem fazer parte dos fuzileiros navais por causa de sua reputação. Você pode criar a mesma reputação na sua área, na sua empresa.

Dedique-se a seu pessoal

Quando alguém trabalha para você, é como fazer parte de uma família. Mostre que você se preocupa com todos. Reconheça suas necessidades tão bem quanto as suas próprias. Encontre um equilíbrio entre o que as pessoas querem em suas vidas e o que você precisa para conduzir a sua empresa.

Recompense seu pessoal quando obtiverem desempenho excepcional. As recompensas podem ou não ser em dinheiro. A chave é estabelecer padrões, recompensando sempre que cada um atingir ou ultrapassar as expectativas.

Dê ingressos de cinema a seus funcionários como forma de reconhecimento (recomendamos dar quatro ingressos a cada, para que possam ir com seus familiares ou amigos). Traga pizza, sorvete e outros tipos de comida para almoços e intervalos. Chame todos espontaneamente para um intervalo surpresa e compre refresco para cada um. Dê um pouco e receberá muito como retorno.

E que tal um piquenique onde eles tragam suas famílias? Há algum parque de diversões próximo que seja um bom lugar para se reunir? Se a empresa comprar ingressos para todas as famílias, você pode conseguir um preço reduzido pela quantidade. Acentue o valor da experiência comprando camisetas da empresa para todos - até mesmo para as crianças.

Prepare um local onde as pessoas possam se desligar do trabalho por alguns minutos. Uma sala para intervalos, um lugar para piquenique sob a sombra de uma árvore. O investimento vale a pena.

Faça o treinamento valer

As pesquisas mostram que as pessoas querem aprender e crescer. Considere a oferta de treinamento técnico e pessoal aos seus funcionários. É um importante benefício nas boas empresas - e também uma excelente forma de manter os funcionários ligados à organização.

Pense em algo além do treinamento de trabalho. Trabalhe com os funcionários que possam não ter concluído o colegial. Você poderia ajudá-los terminar os estudos com custeio da empresa? Alfabetização, aulas de inglês como segundo idioma e cursos sobre experiências práticas podem fazer a diferença. Algumas dessas coisas podem ser feitas na própria empresa, outras requerem terceirização.

Esteja presente

O nível de retenção de funcionários é mais alto em empresas onde o líder é altamente visível aos seus subordinados. Obviamente, há todo o trabalho para fazer, negociações com fornecedores e clientes para zelar, mas seu ativo mais importante é a sua equipe. Cuide bem dele!

Saia de sua sala e passe algum tempo junto de seus funcionários. Agradeça a seus funcionários regularmente. E lembre-se: você não consegue fazer nada sem eles. Deixe que eles saibam que você é grato pela sensibilidade e atenção que eles dedicam ao trabalho. Não é só questão de dinheiro, é a importância das pessoas sentirem que são queridas e valorizadas.

* Roger E. Hermann é CEO do The Herman Group e consultor associado da TDC.

 

Receba informações no seu e-mail sobre RH e o mundo corporativo