A procura do candidato ideal para suas vagas em aberto? Anuncie no Empregos.com.br[close]

Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Empresas "pontocom" trazem novidades ao mercado de trabalho

por Edmundo Rodrigues

As empresas "pontocom" fazem surgir diversas profissões novas e eleva o status de algumas mais tradicionais, principalmente nas áreas de comunicação, administração e finanças

O crescimento desenfreado dos negócios na Internet e os notáveis avanços tecnológicos do mundo "pontocom" afetaram profundamente o mercado de trabalho. Este fenômeno gerou o nascimento de novas profissões e criou boas expectativas de carreiras, não apenas para o setor de tecnologia, mas aos estudantes e universitários que estao ingressando agora no mercado.

As fusões bilionárias entre empresas de Internet e multinacionais tradicionais potencializaram a Web, que passou a ser encarada como um importantíssimo meio de comunicação de massa, derrubando fronteiras, encurtando distância e disponibilizando serviços, criando, dessa maneira, inúmeras oportunidades em diversos setores, desde comunicação e administração até os setores jurídico e financeiro.

As boas idéias do pessoal pontocom que atiçaram a cobiça dos investidores e faturaram milhões de dólares colocando esses projetos na Internet estão sendo transformadas agora em empresas que necessitam de espaço físico e principalmente de pessoal qualificado para gerenciar suas operações e administrar o conteúdo de suas páginas. "Com isso, não só funções novas como web designer ou web master terão garantias de sucesso, mas profissões tradicionais do ramo da comunicação como jornalistas, publicitários e relações-públicas também tiveram seus passes valorizados depois da Web", diz Moacyr Martucci, chefe do Departamento de Engenharia da Computação e Tecnologia da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo ele, cargos como diretor de marketing e diretor de criação valem ouro para estas empresas. "Outro setor que cresceu muito foi o de telemarketing, que teve uma ascensão surpreendente e está empregando milhares de pessoas nos quatro cantos do planeta", diz.

Também o setor administrativo deu um importante salto e abriu inúmeras vagas nas empresas da Internet. Segundo Odair Martinez, auditor supervisor do Grupo Liberato, o crescimento de empresas na Internet não dará apenas empregos para profissionais de tecnologia e informação. "É uma questão óbvia. Com a entrada do capital estrangeiro no país e o surgimento de centenas de empresas na Internet, a procura por profissionais como chefe de departamento pessoal, advogados, contabilistas, entre outros, fez crescer esses novos campos de trabalho", afirma.

Mas enquanto a tecnologia da informação está dando oportunidades de empregos para muita gente, profissões como tipógrafo, escriturário, layoutista e até mesmo secretária estão tendo seus dias contados. Para Carlos Fernando, diretor do Núcleo de Tecnologia de Computação da Universidade Cruzeiro do Sul, profissionais como o desenhista industrial, que era valorizado por possuir talento nato, deram suas vagas para os softwares, que facilitam a editoração gráfica e fazem o mesmo serviço com muito mais precisão e rapidez do que o profissional que gastava horas e horas desenhando a mão seus projetos em folhas de papel vegetal.

"Hoje em dia, qualquer um pode desenhar plantas de toda a anatomia de um carro utilizando estes programas mágicos", diz Fernando, que completa: "Já
as secretárias estão transferindo suas funções para os correios eletrônicos."

Segundo o diretor da Cruzeiro do Sul, os executivos e os empresários estão ganhando muito em agilidade e resposta aos problemas do dia-a-dia com a utilização do e-mail, o que elimina dezenas de tarefas que antes eram atribuídas às secretárias. "Mas não acho que os avanços tecnológicos são uma ameaça ao emprego. É preciso entrar na Internet e se adaptar às inovações do mundo, que exige das pessoas mais criatividade do que conhecimentos teóricos", explica.

 

 

 

 

 

 

.