Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Xi! Roubaram minha idéia!



Roubaram sua idéia? Consola saber que você não está sozinho? Esse é um fenômeno bastante freqüente, por várias razões.

Por Gisela Kassoy

Roubaram minhas idéiasNas empresas, uma causa pode ser a falta de um canal formal para absorver idéias. É como se elas ficassem circulando sem dono, à espera de quem possa assumir sua paternidade.

Felizmente, à medida que as empresas perceberam o valor de uma boa idéia, foram criando sistemas para aproveitá-las.

E há também uma faceta psicológica: quando alguém tem uma idéia óbvia, seu chefe ou colega pode achar que “não ter visto isso antes” é um sinal de incompetência.

Quando a idéia é muito original, um chefe ou colega pode invejar ou temer o brilho do criador.

Imagine se, além disso, um chefe correr o risco de ser humilhado por não ser ele o pai da idéia. Esta mentalidade pode fazer com que pessoas se apropriem das idéias alheias, mas mudará completamente quando um líder passar a ser valorizado não só por suas idéias, mas também pelas de sua equipe.

Nem tudo está perdido. Se você teve sua idéia pirateada, não se deixe abater. Seguem algumas dicas para as próximas vezes:

Para evitar que roubem sua idéia:

- Apresente a idéia como um projeto. Uma boa idéia não merece ser papo de corredor. Ela deve ser apresentada com respeito: por escrito, com estimativa do custo-benefício de sua implantação e/ou em uma reunião. Mesmo se a ideia for simples, de implementação rápida, não deixe que ela se evapore ou fique no inconsciente de alguém.

- Não confunda pirataria com trabalho em equipe. Sua idéia tem grandes chances de ser aprimorada com a ajuda de outros, que também merecerão desfrutar do sucesso. Apenas escolha bem seus parceiros.

- Evite que seu chefe se sinta mal por não ter tido a idéia antes. Mostre como ele vai ser valorizado por tê-lo estimulado e tê-lo ouvido.

Se você já teve sua idéia roubada:

- Se o roubo de idéias só acontece com você, faça um auto-exame: a idéia era mesmo sua ou era algo que pairava no ar e poderia ser vista por outras pessoas?

- Se o roubo de idéias é comum na sua empresa, comece a pensar em mudar de emprego. Uma empresa assim tem poucas chances de estar na frente.

- Você é o tipo de pessoa que adora a inspiração e se esquece da transpiração? Será que não permitiu que esta segunda fase fosse parar nas mãos de outros? Será que você levaria mesmo a idéia adiante? Você merece os louros por ter tido a idéia, mas quem finalmente a implementou também merece reconhecimento.

- Pense no custo-benefício de deixar de compartilhar suas próximas idéias, Será mais difícil aprimorá-las e disseminá-las. Você deixará de ter feedback, não ouvirá outros pontos de vista. Afinal, para que serve uma idéia na mente de uma só pessoa?

- Não se deixe envenenar pela sensação de injustiça. Quanto mais você remoer mágoas, mais se distanciará da capacidade de gerar outras idéias. Lembre-se que o desapego é um dos componentes do processo criativo, portanto passe para outras idéias o quanto antes.

*Gisela Kassoy é especialista em Criatividade, Inovação, Adoção de Mudanças e Programas de Ideias e atua com consultoria, seminários, palestras e facilitação de grupos de ideias. Realizou trabalhos em quase todo o país e nos EUA, Europa e América Latina. Veja mais no www.giselakassoy.com.br

Deixe seu Comentário

Faça uma busca de vagas (escolha uma área ou busque o cargo desejado)

Buscar Emprego: