Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Procurando emprego? Faça uma busca de vagas no maior site de Empregos do Brasil[close]
Entrevista

por Tais Targa

Pegunta

Redação... O que escrevo?

Geralmente, nos processos seletivos, temos que fazer uma redação. Gostaria de saber qual o melhor tema a ser falado, até porque na maioria das vezes o tema é aberto. Além disso, queria entender qual a principal finalidade dessa atividade?

Obrigado
Atenciosamente,
Letícia de Fátima

Resposta

Descrição Pergunta:
Geralmente, nos processos seletivos, temos que fazer uma redação. Gostaria de saber qual o melhor tema a ser falado, até porque na maioria das vezes o tema é aberto. Além disso, queria entender qual a principal finalidade dessa atividade?

Resposta:
Letícia, a sua pergunta é muito pertinente, pois a maioria das empresas pede para que o candidato faça a famosa redação. Geralmente, existem duas possibilidades onde a redação é utilizada. Na primeira, o objetivo do avaliador é avaliar a comunicação escrita, gramática, clareza de raciocínio, objetividade, capacidade de síntese e outras competências. Neste caso é sempre interessante escrever sobre um assunto no qual se tem bom domínio ou ainda fazer um resumo da sua história profissional ou objetivos e metas para o futuro. Também pode-se redigir textos sobre um aspecto mais técnico requerido para a função.

Exemplificando: se um dos requisitos do cargo é conhecimento na área de marketing o candidato pode arriscar elaborar um texto sobre “Marketing e Mídias Sociais” (desde que domine o assunto e escreva ao mínimo 20 linhas). Outra possibilidade para a utilização da redação é quando a empresa quer fazer uma análise grafológica. A grafologia é um instrumento que serve para avaliar através da escrita dados sobre a personalidade e aptidões dos indivíduos. Geralmente o candidato recebe uma folha tamanho ofício sem pauta, uma caneta esferográfica azul e é instruído a discorrer no mínimo 20 linhas sobre um tema específico ou livre e assinar no final. Para tal é proibido fazer rascunho e inclinar o papel. Neste caso, o tema da redação ou o conteúdo da mesma não é o objeto principal de análise.

O grafólogo irá avaliar de maneira bem minuciosa uma série de aspectos da escrita, tais como: inclinação das letras, distância entre as palavras, cuidado com pontuação e pressão do traço.  Não há como “forjar” uma análise como esta, ou seja, disfarçar a letra. No entanto, nesta situação é melhor se preocupar menos com o tema (pois é apenas pano de fundo) e caprichar na apresentação do texto e na própria caligrafia.

Abraços,
Taís Targa.