Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Quem quer ser “O Chato” da empresa?



Em meio aos nossos colegas de trabalho sempre tem aquele que é “O CHATO” da corporação.

Yngrid Paixão - Empregos.com.br

Quem quer ser “O Chato” da empresa?

Às vezes nem ele sabe a fama que leva, pois pode ser apenas uma fase ruim ou até mesmo uma característica da personalidade do dito cujo.

É claro que esse título não é algo para se desenvolver, afinal, a sua “chatice” pode acabar te prejudicando, já que o convívio e o relacionamento com os outros colegas pode contar, e muito, na hora de uma avaliação no quadro de funcionários.

Outro tipo é aquele “Chefe Chato” que pode até ter responsabilidade e poder, mas não tem o carisma da equipe, o que muitas vezes pode atrapalhar, pois nada melhor do que ter uma equipe que caminha junto com seu chefe, para as coisas fluírem de forma ágil e agradável.

Para isso, selecionamos alguns itens que esclarece os indicativos de um Chato. Portanto, se você se identificar com alguns deles, saia dessa! Se reconhecer alguém que se encaixa nesse perfil, fique atento para não se prejudicar nem se infectar com a chatice.

- O Reclamão: Nada está bom, nada está bem feito, o mau humor impera e a negatividade se espalha pelo ar. Tudo bem que todos nós, em algum momento, vamos estar pra baixo e acabar reclamando de alguma coisa, mas ser assim o tempo todo é desanimador e acaba afetando tudo ao redor e no fim é claro, as pessoas acabam se afastando

- O Egocêntrico: Esse acha que o mundo gira em torno dele, esquece que as pessoas ao redor têm suas vidas, suas atividades e suas personalidades. Ele age como se fosse o único ser capaz de realizar as tarefas da melhor forma e arranca os cabelos quando as coisas não caminham do seu jeito. Mas o que ele ganha com isso? Apenas a antipatia da equipe e uma possível falta de colaboração.

- A Estrela: O centro das atenções quer ser o mais esperto e levar a maior vantagem em tudo, é o primeiro a dar uma resposta, quer de qualquer jeito mostrar que sabe fazer as coisas. Faz de tudo para sentar ao lado da cadeira do presidente numa reunião, é o famoso ‘puxa saco’!

É melhor tomar cuidado, ter bom relacionamento conta muito. E ter fama de chato não é bom para ninguém!

Matérias relacionadas:
Relacionamento profissional também exige esforço

Deixe seu Comentário

Faça uma busca de vagas (escolha uma área ou busque o cargo desejado)

Buscar Emprego: