Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Procurando emprego? Faça uma busca de vagas no maior site de Empregos do Brasil[close]

O currículo é seu cartão de visitas
por Camila Micheletti

Personalização. Esta é a palavra de ordem quando se fala de currículos. Na internet ou no papel, é possível imprimir o seu estilo pessoal ao documento, sabendo destacar seus pontos fortes, palavras-chave que saltam aos olhos do selecionador e destacando seu real interesse em fazer parte de determinada empresa.

Pelo mesmo motivo que você não comparece à entrevista mal vestido ou sem tomar banho, deve se preocupar com a apresentação do seu currículo: é a sua imagem que está em jogo. “O currículo não é um contrato de trabalho, por isso não se colocam números de documentos, data ou assinatura. Pelo contrário, é você quem está se apresentando, e você é totalmente responsável pelas informações. Cada currículo é individual e pode ser personalizado porque ninguém é igual a ninguém”, afirma Rosângela Casseano, psicóloga especialista em coaching e aconselhamento profissional.

De acordo com Edson Rodriguez, sócio-diretor da consultoria Thomas International, todo profissional que está em busca de emprego deveria adeqüar seu currículo à vaga pretendida. “Acho errado imprimir centenas de currículos e distribuir pelas empresas. O ideal é falar para cada empresa exatamente o que ela quer ouvir”. Ele explica que quem receberá seu currículo provavelmente será o departamento de RH da organização, que geralmente não tem muito tempo a perder, e quer logo um indicativo de que você tem potencial para ocupar a vaga, de preferência nas primeiras linhas.

Por isso, Edson aconselha que você use e abuse de palavras-chave, para chamar a atenção do selecionador e fazê-lo optar pelo seu currículo, ou mesmo guardá-lo para uma futura oportunidade. Você pode começar logo no objetivo profissional, que vem abaixo dos dados pessoais. Por exemplo, se você é um analista de sistemas com experiência em Java, ressalte isso. Pode ser que você seja selecionado no lugar de outro currículo que contenha no objetivo apenas a descrição “Analista de sistemas”.

O currículo deve ressaltar os seus pontos fortes, mas sem parecer "exibicionista". Para Cecília Pinaffi, diretora da Mussi Consultores, o currículo é a embalagem do produto, no caso você, que está se disponibilizando para o mercado. Você precisa criar o interesse, fazer com que o selecionador queira obter este produto. Mas ela alerta que é preciso ser realista e imparcial nesta hora: “Faça uma autoanálise das suas qualidades e competências e coloque o que achar importante no documento, sempre relacionando a competência ao resultado. Se não provar os resultados, pode demonstrar que é uma pessoa narcisista e sem capacidade de operacionalização, o que já é motivo de sobra para o seu currículo ser deixado de lado”, afirma.

Quer fazer um currículo personalizado, único e objetivo? Confira as dicas dos especialistas ouvidos pelo Empregos.com.br e comece agora mesmo:

  • Use palavras-chave, específicas da sua área, para ressaltar a sua experiência e a sua área de especialização
  • Seja realista. Saiba ressaltar os seus pontos fortes sem parecer marqueteiro
  • Sempre relacione as competências aos resultados que você já obteve em experiências anteriores
  • Só coloque competências pessoais se você for usá-las no seu trabalho diário
  • Ao preencher formulários de empresas na internet ou mesmo em sites de empregos, não deixe campos em branco. Alguns formulários são realmente longos, mas o resumo da sua vida profissional deve ser feito com cuidado e não é uma tarefa rápida
  • Acabou de escrever? Revise, revise, revise. Erros de português e digitação são imperdoáveis, tanto no papel quanto na web
  • Antes de imprimir, verifique se você tem um papel de qualidade e se há tinta suficiente na impressora