Para sua Carreira.

Orientação e dicas para você atingir seus objetivos.



Procurando emprego? Faça uma busca de vagas no maior site de Empregos do Brasil[close]

Currículo é bem mais do que tudo o que você sabe fazer

Por Fabiano Caxito*

O currículo é o seu vendedor, sua propaganda nas mãos do recrutador. Mas não se iluda. As boas empresas recebem dezenas, centenas de currículos por dia. E o que vai fazer o seu se destacar nesta pilha, não é um papel extravagante, uma fonte rebuscada, uma foto descontraída! O que o recrutador busca é conteúdo.

Então, em primeiro lugar, não cometa o erro de achar que escrever um currículo é apenas listar em uma folha de papel as empresas e cursos que fez.

Invista seu tempo para se repensar, analisar sua carreira, seus pontos fortes e fracos, aquilo que o destaca dos demais. A internet está cheia de sites que oferecem modelos de currículos que só precisam ser preenchidos. Não cometa este erro. Sua experiência é única, e seu currículo deve refletir esta diferença. Inspire-se nos modelos, mas crie seu próprio currículo.

Vamos nos colocar no lugar de um recrutador. Imagine ter que analisar uma pilha de dezenas de currículos de candidatos a uma determinada vaga. Com certeza, o que essa pessoa quer é ler informações relevantes, claras, focadas, em um formato limpo e não cansativo.

O currículo deve ter uma boa apresentação: papel de qualidade, branco, liso e em formato A4. Você não está criando um panfleto promocional. Evite bordas, molduras, imagens, gravuras e fotos. Imprima em formato retrato! Você não quer que o entrevistador tenha que virar seu currículo toda vez que o retirar da pilha. Use no máximo duas folhas, sem capas ou envelopes. Você pode passar uma imagem de ser prolixo e pouco focado. Lembre-se do recrutador e sua pilha de currículos: ele não quer perder tempo com informações irrelevantes.

Há uma frase de Henry Ford que quero usar como exemplo nesta situação. Ele dizia que o modelo T, que popularizou o carro, podia ser comprado em qualquer cor, desde que fosse preto. No caso da cor da fonte usada no currículo, vale o mesmo: preto é sempre o indicado. Já a fonte escolhida deve ser simples como Times New Roman, Arial ou Verdana, com tamanho entre 10 e 12. Menor que isso, fica ilegível e cansa. Maior que isso, vai parecer que você quer “engordar” o currículo aumentando a letra.

E por favor: Escreva corretamente! Não é preciso usar uma linguagem rebuscada. Escreva de forma simples, mas use a gramática e o dicionário. Pontue, acentue, corrija, confira, use o corretor automático, releia, peça ajuda dos amigos. Mas nunca entregue um currículo com erros.

Uma versão ou várias?

Muitas pessoas acham que devem escrever um só currículo e enviá-lo a todas as empresas. Esta é uma noção errada. Faça currículos personalizados. Pesquise a empresa, busque informações sobre o cargo, analise quais competências e quais realizações de sua carreira podem ser exploradas de forma a destacar você dos concorrentes.
 
Outra ideia errada é achar que o cargo pretendido deve ser deixado em aberto. Se coloque novamente no lugar do recrutador: ao se deparar com um currículo sem foco definido, ele vai considerar que o profissional não possui uma especialização e um conhecimento aprofundado em determinada área, o que certamente o desqualificará em comparação a outros candidatos.

Quanto ao conteúdo, o bom currículo deve conter uma caracterização sobre você, suas competências, realizações e conquistas. Precisa conter também informações sobre as suas experiências profissionais e sobre sua formação acadêmica, além de outros cursos e atividades que possam ajudar a definir você como profissional. Dizer que é voluntário em um programa de desenvolvimento de pessoas carentes é importante, mas falar que joga futebol toda terça-feira com os amigos pode não ser tão relevante assim.

E o fundamental: informações de contato atualizadas, completas e acessíveis. Se o recrutador não conseguir entrar em contato com você no momento em que decidir o processo de seleção, o que adiantou ter se dedicado tanto a escrever um bom currículo?

É hora de se preparar: você estará nesta situação outras vezes

Há alguns anos, as pessoas tinham um só emprego durante toda a sua vida. Quem trocava constantemente de emprego era malvisto pelas empresas. Tinha a “carteira suja”. Hoje, é não só comum como até recomendável que o profissional tenha várias experiências profissionais. Mantenha seu currículo atualizado. Isto não significa apenas reescrevê-lo. Significa que você precisa se desenvolver constantemente, alimentar sua rede de relacionamentos, alcançar novas conquistas e enriquecer sua carreira!

É hora de não deixar a vida te levar!

Agora é com você. Analise sua vida profissional, defina aonde quer chegar, e o que gostaria de fazer no futuro. Aproveite para investir em network e conhecer pessoas novas. E saiba que momentos de transição vão acontecer com frequência em seu caminho. Use-os a seu favor!

*Fabiano Caxito é coordenador dos cursos de especialização em Logística das Operações Comerciais, Comércio Exterior e Gestão em Vendas da Universidade Cidade de São Paulo, instituição na qual é professor do curso de Graduação Tecnológica e assessor da Pró-reitoria de Assuntos Comunitários, Culturais e de Extensão. É autor dos livros “Não deixo a vida me levar, a vida levo eu” (Editora Saraiva), “Recrutamento e Seleção” e “Administração da Produção” (Editora IESDE) e do “Guia dos Cursos Tecnológicos do Ensino Médio à pós-graduação em apenas 3 anos” (Editora Digerati).